https://www.poetris.com/
Júlio Saraiva : ...e vesti-me de ti
em 01/01/1970 13:30:00 (1299 leituras)
Júlio Saraiva


... e vesti-me de ti pintei-me todo
com as cores claras da tua face
mas como pintar só não me bastasse
deixei-me trair pelo teu engodo

por querer o céu fui parar no lodo
contando os dias do meu desenlace
mantive a calma e sem qualquer impasse
sequer esbocei gesto de denodo

cabeça baixa como vai o touro
fui seguindo só rumo ao matadouro
porque sabias que nunca fui forte

me cobraste a carne e também o couro
pois não precisavas nenhum tesouro
tendo nas mãos enfim a minha morte





este poema está publicado em: http://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=126121


Imprimir este poema Enviar este poema a um amigo Salvar este poema como PDF
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
antóniobotelho
Publicado: 19/12/2014 09:51  Atualizado: 19/12/2014 09:51
Da casa!
Usuário desde: 13/04/2010
Localidade: Aguiar da Beira - Guarda
Mensagens: 312
 Re: ...e vesti-me de ti
MUuuuuuuito bom!

Links patrocinados

Visite também...