Luso-Poemas
Registe-se agora!     Login

Links patrocinados



Utilidades

Consultar

Outros

Quem está aqui

108 visitantes online (48 na seção: Poemas e Frases)

Lusuários: 1
Leitores: 107

Deco86, mais...

Licença

Licença Creative Commons

Proteção anti-cópia

Protegendo os seus poemas com Tynt

Poemas : 

PÃO POR DEUS

 
Pão por deus


Os grãos que se não colhem não existem

Ou existem entre os fios de uma mão

Que se tecem nas palavras que lavradas

Se fecundam na farinha que é o pão


arfemo

arlindo mota


Autor
arfemo
Autor
Textos deste autorMais textos
Rss do autorRss do autor
EstatísticasEstatísticas
 
Texto
Data
Leituras 2668
Favoritos 1
Licença Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
Enviar este texto a um amigoEnviar
Imprimir este textoImprimir
Salvar este texto como PDFCriar um pdf
Partilhar
0
0
0
Recentes
ASSIM FARÁS!
TEU CORPO AVE CINZENTA
CHEGARA, ENFIM, O VERÃO...
FUGAZ
DAQUELE PRIMEIRO DIA...
Aleatórios
CABO DA ESPERANÇA
NAVEGADORES...
TEU CORPO AVE CINZENTA
CASA DE PARTIDA
ACONCHEGO DE MENINO
Favoritos
A poesia de Arfemo - Ledalge
Professei tudo e nada - ROMMA
AMOR TURBILHÃO (letra, voz e violão) - zésilveiradobrasil
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 03/12/2010 21:31  Atualizado: 03/12/2010 21:31
 Re: PÃO POR DEUS
Que esses grãos entre fios de mão, tragam por grande "O" de se Ser Tanto, com tanta Grandeza aqui, exposta...assim!


Extasiada..


Com carinho,

Assiria

Enviado por Tópico
arfemo
Publicado: 03/12/2010 22:31  Atualizado: 03/12/2010 22:31
Colaborador
Usuário desde: 19/04/2009
Localidade:
Mensagens: 4812
 Re: PÃO POR DEUS p/Assíria
pão por deus...foi um pretexto para um poema polissémico (como afinal são todos, não é?) que germinou em contexto complexo, da interioridade à externalidade...o seu comentário é um exagero que agradeço... bjs

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 03/12/2010 23:22  Atualizado: 03/12/2010 23:22
 Re: PÃO POR DEUS p/Assíria
Ora nem mais caríssimo Poeta,


Que seriam dos poemas sem "polysémie"..


Gosto da grandeza representativa das suas observações...permita-me esta minha leveza de espontaneidade...!

Enviado por Tópico
aquazulis
Publicado: 03/12/2010 21:33  Atualizado: 03/12/2010 21:33
Luso de Ouro
Usuário desde: 31/07/2010
Localidade: cascais
Mensagens: 5188
 Re: PÃO POR DEUS
Bela quadra! Quando era crianca juntava-me a um grupo de amigos e iamos bater as portas pedindo "Pao por Deus", pelas ruas de Cascais! Belos tempos! Abraco!

Enviado por Tópico
arfemo
Publicado: 03/12/2010 21:39  Atualizado: 03/12/2010 21:39
Colaborador
Usuário desde: 19/04/2009
Localidade:
Mensagens: 4812
 Re: PÃO POR DEUS p/aquazulis
...e recitavam poemas? achei esta tradição caída em desuso extraordinariamente inspiradora pois na fonte que tomei reportavam ao acto de recitar poesia...

e depois hoje "pão por deus" tem tantas leituras

abraço fraterno e obrigado pela revelação de que a tradição ainda a viveu (e perto de Lisboa)

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 03/12/2010 21:45  Atualizado: 03/12/2010 21:45
 Re: PÃO POR DEUS p/aquazulis
Permita-me Poeta Arfemo, e...ainda vive!

Dia 1 de Novembro, todas as crianças saiem às ruas, em alarido de risos e traquinice, batendo às campainhas das portas, pedindo:

- Pão por Deus, e mais qualquer coisinha!


Ah!
Belas viagens estas..bem-haja!

Enviado por Tópico
aquazulis
Publicado: 03/12/2010 21:49  Atualizado: 03/12/2010 21:49
Luso de Ouro
Usuário desde: 31/07/2010
Localidade: cascais
Mensagens: 5188
 Re: PÃO POR DEUS p/aquazulis
Arfemo, nos cantavamos primeiro e depois estendiamos as maos...rs! Ficavamos satisfeitos com poucos tostoes, muito mais do que com pao, bolos, frutos, etc, que nos davam! Abraco!

Enviado por Tópico
Nanda
Publicado: 03/12/2010 21:54  Atualizado: 03/12/2010 21:54
Colaborador
Usuário desde: 14/08/2007
Localidade: Setúbal
Mensagens: 10828
 Re: PÃO POR DEUS
Arlindo,
Aqui perto, em Palmela, as crianças ainda seguem a tradição.
Neste momento de crise, eu vejo em acções como o "Banco Alimentar Contra a Fome" que foi um sucesso,o espírito do verdadeiro "pão por Deus".
Beijo
Nanda

Enviado por Tópico
arfemo
Publicado: 03/12/2010 22:48  Atualizado: 03/12/2010 22:48
Colaborador
Usuário desde: 19/04/2009
Localidade:
Mensagens: 4812
 Re: PÃO POR DEUS p/Nanda
...ignorância a minha e grato a si Nanda, (bem como aos dois anteriores comentadores) que me elucidaram sobre estas tradições de origem rural e que pensava inteiramente caídas em desuso...de resto o poema, como a Nanda claramente viu interrogava-se sobre as dimensões interior e exterio dos pãos por deus que uns vaõ pedindo e outros dando (e vice-versa)...

beijo
arlindo

Enviado por Tópico
quidam
Publicado: 03/12/2010 22:25  Atualizado: 03/12/2010 22:25
Colaborador
Usuário desde: 29/12/2006
Localidade: PORTIMÃO
Mensagens: 1437
 Re: PÃO POR DEUS
Grãos de pão que aqui alimentam a alma

Enviado por Tópico
arfemo
Publicado: 03/12/2010 22:56  Atualizado: 03/12/2010 22:56
Colaborador
Usuário desde: 19/04/2009
Localidade:
Mensagens: 4812
 Re: PÃO POR DEUS/quidam
...pão: palavra ou metamorfose? obrigado pela visita e comentário. abraço

Enviado por Tópico
AnaCoelho
Publicado: 03/12/2010 22:35  Atualizado: 03/12/2010 22:35
Colaborador
Usuário desde: 09/05/2008
Localidade: Carregado-Alenquer
Mensagens: 11670
 Re: PÃO POR DEUS
Os grãos só são grãos quando fazem nascer o pão, palavras não alimentam a fome nem a demagogia dos homens...

Como sempre uma fonte de filosofia em poucas palavras...

Beijos

Enviado por Tópico
arfemo
Publicado: 03/12/2010 23:14  Atualizado: 03/12/2010 23:14
Colaborador
Usuário desde: 19/04/2009
Localidade:
Mensagens: 4812
 Re: PÃO POR DEUS p/AnaCoelho
...uma leitura possível, provável, infelimente...

beijos Ana

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 03/12/2010 22:38  Atualizado: 03/12/2010 22:38
 Re: PÃO POR DEUS p/ arfemo
a crescer qual à massa do tempo que leva por ser: pão...

(ou, alimenta.)


Abraço!

Enviado por Tópico
arfemo
Publicado: 03/12/2010 23:18  Atualizado: 03/12/2010 23:18
Colaborador
Usuário desde: 19/04/2009
Localidade:
Mensagens: 4812
 Re: PÃO POR DEUS p/ Azke
...o privilégio de receber dois versos de intensa criatividade

abraço (obrigado)

Enviado por Tópico
Edilson José
Publicado: 03/12/2010 22:55  Atualizado: 03/12/2010 22:55
Colaborador
Usuário desde: 12/04/2008
Localidade: SP
Mensagens: 5551
 Re: PÃO POR DEUS
Perco algo, sim! Perco a tradição, perco-me nas linhas do poeta. Importa? claro que não. importa ventos na minha mente, procurando pensar em toda direção!



ps:a moça que comentou primeiro não exagerou amigo.

Abraço fraterno,

Edilson

Enviado por Tópico
arfemo
Publicado: 03/12/2010 23:24  Atualizado: 03/12/2010 23:24
Colaborador
Usuário desde: 19/04/2009
Localidade:
Mensagens: 4812
 Re: PÃO POR DEUS /Edilson José
...a tradição aqui é meramente pretexto (recitar poesia e pedir umas moedas). o pão por deus pode ter leituras mais actuais que os portugueses infelizmente começam a conhecer bem demais pagando os desvarios próprios e sobretudo os dos que nunca podem perder...

abraço amigão
arlindo

Enviado por Tópico
GeMuniz
Publicado: 03/12/2010 23:13  Atualizado: 04/12/2010 11:15
Colaborador
Usuário desde: 11/08/2010
Localidade: Brasil
Mensagens: 7275
 Re: PÃO POR DEUS
Tudo é todo o realizado, mais o realizável e mais o impossível... Mais um belo e reflexivo poema, Arfemo.

abraço

Enviado por Tópico
arfemo
Publicado: 03/12/2010 23:58  Atualizado: 03/12/2010 23:58
Colaborador
Usuário desde: 19/04/2009
Localidade:
Mensagens: 4812
 Re: PÃO POR DEUS p/GeMuniz
...as interpretações são um dialogo estimulante com o criador... abraço Gê!

Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 03/12/2010 23:23  Atualizado: 03/12/2010 23:23
Colaborador
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 15758
 Re: PÃO POR DEUS
desconhecia a tradição, mas voce fez virar poesia. Pão e poesia. Gostei de aprender contigo. bjs

Enviado por Tópico
arfemo
Publicado: 06/12/2010 23:11  Atualizado: 06/12/2010 23:11
Colaborador
Usuário desde: 19/04/2009
Localidade:
Mensagens: 4812
 Re: PÃO POR DEUS p/Vania
tradição é museu, poesia é coisa viva, digo eu...às vezes falta é o pão (de cada dia...) Bjs

Enviado por Tópico
mariagomes
Publicado: 03/12/2010 23:43  Atualizado: 03/12/2010 23:43
Colaborador
Usuário desde: 18/04/2010
Localidade:
Mensagens: 1613
 Re: PÃO POR DEUS
Olá amigo, tenho boas recordações desta tradição e é sempre bom lembrar e muito mais em boa poesia.
beijinhos
mariagomes

Enviado por Tópico
arfemo
Publicado: 04/12/2010 00:04  Atualizado: 04/12/2010 00:04
Colaborador
Usuário desde: 19/04/2009
Localidade:
Mensagens: 4812
 Re: PÃO POR DEUS p/mariagomes
pois, não vivi a tradição...mas foi bom ter trazido o tema como pretexto para evocação pelos testemunhos trazidos...obrigado
bjs

Enviado por Tópico
luciusantonius
Publicado: 04/12/2010 01:08  Atualizado: 04/12/2010 01:08
Colaborador
Usuário desde: 01/09/2008
Localidade:
Mensagens: 661
 Re: PÃO POR DEUS
Em genial evidência a riqueza das palavras.
Tudo leva a crer que a tradição que me era naturalmente estranha, tem um conteúdo humanamente rico. Mas a mera exaltação de uma tradição trás até mim um calor que eu, por via de nortenhas tradições sinceramente acalento.

Um abraço
Antonius

Enviado por Tópico
arfemo
Publicado: 04/12/2010 18:15  Atualizado: 04/12/2010 18:15
Colaborador
Usuário desde: 19/04/2009
Localidade:
Mensagens: 4812
 Re: PÃO POR DEUS p/luciusantonius
caro Antonius,
a tradição corresponde, no meu entendimento, à recriação de um acto que reporta a uma situação passada

...inquieta-me que certas tradições se venham a converter novamente em actualidade face aos tempos que estamos a viver...

abraço fraterno
arlindo

Enviado por Tópico
VónyFerreira
Publicado: 04/12/2010 18:19  Atualizado: 04/12/2010 18:19
Colaborador
Usuário desde: 14/05/2008
Localidade: Leiria
Mensagens: 9701
 Re: PÃO POR DEUS
Fico sempre que o leio
absolutamente rendida à sua poesia.
Olá, meu querido amigo.
Saudades e sobretudo alegria
por ter o prazer de o ler de novo.
Beijo
Vóny Ferreira

Enviado por Tópico
arfemo
Publicado: 04/12/2010 18:29  Atualizado: 04/12/2010 18:29
Colaborador
Usuário desde: 19/04/2009
Localidade:
Mensagens: 4812
 Re: PÃO POR DEUS p/VónyFerreira
cara Vóny,

a ausência (imperativa) não fazem esquecer os amigos, mesmo que tenhamos podido compartilhar o mesmo espaço...o prazer é recíproco, embora mantenha limitações temporais que me impedem presença mais assídua...grato pela visita

bom fim de semana. bjs
arlindo

Enviado por Tópico
Avozita
Publicado: 04/12/2010 18:36  Atualizado: 04/12/2010 18:36
Colaborador
Usuário desde: 08/07/2009
Localidade: Casal de Cambra - Lisboa
Mensagens: 4514
 Re: PÃO POR DEUS
Apenas numa quadra muito foi dito.
Reviver o passado, amassado, feito pão.

Lê-lo é sempre um prazer, meu amigo.
Beijinho Arlindo
Antonieta

Enviado por Tópico
arfemo
Publicado: 06/12/2010 23:14  Atualizado: 06/12/2010 23:14
Colaborador
Usuário desde: 19/04/2009
Localidade:
Mensagens: 4812
 Re: PÃO POR DEUS p/Avozita
...o passado e sobretudo o presente amassado sem perdão...

obrigado Antonieta

beijinhos
arlindo

Enviado por Tópico
Tália
Publicado: 04/12/2010 23:34  Atualizado: 04/12/2010 23:34
Colaborador
Usuário desde: 18/09/2006
Localidade: Lisboa
Mensagens: 2503
 Re: PÃO POR DEUS
Um alimento da alma esta quadra, tão actual ainda nos dias de hoje

Beijo

Enviado por Tópico
arfemo
Publicado: 06/12/2010 23:17  Atualizado: 06/12/2010 23:17
Colaborador
Usuário desde: 19/04/2009
Localidade:
Mensagens: 4812
 Re: PÃO POR DEUS p/Tália
...e esta partilha é a farinha, amizade, pão...

beijo

Login

Usuário:

Senha:

Lembrar-se



Esqueceu a senha?

Cadastre-se agora.

Leia também

Comentários Recentes

Luso Pensamentos

Frase

É incrível que, no intuito de justificar as nossas crenças, coloquemos Deus na terra e o Homem no céu

(Garrido)



A folha

A folha cai no verão.
( Era folha de papel)
Não consigo pegá-la
Porque o vento é forte
E me leva para longe.

Matheus



Insanidade perfeita

Sinto-me cansada
Já me faltam as palavras!
As que saboreio entre dissabores
Da minha própria loucura
Já não sinto o meu corpo
As vogais consomem-no
Adormece em brandas consoantes
Ficam tantas frases por dizer
Aquelas,
Que já não consigo escrever,
Falta-me a força
A caneta começa a tremer
Soluça.
O meu olhar constrói
O que meu pensamento rejeita
Esta sou eu,
A doce mulher
A insana, poeta...

(ConceiçãoB)



Tempestades

Tudo em mim, são dias de tempestades...
Por isso entrego minha alma à poesia
E meus dias a escrever versos
E meto uns poemas em velhas garrafas
E as levo para as águas intermináveis dos mares
- revoltos e tristes -
E as lanço, na singela esperança
De que um dia alguém os leia
Ainda que meus pés não estejam mais sobre este chão
E meu corpo tenha sido já lançado no ventre desta terra impura
E minha alma tenha também partido
- para a imensidão do infinito com que sonho,
ou para o abismo solitário que me amendronta...

(Vanessa Marques)


vaga-lume

... beijar-te

- era ser
pássaro azul
dedilhando ugabe

era levitar
beber das nuvens
e desfolhar os céus

era um doce caminhar
sem tocar o chão
estirpes desaguando
em aljôfar...

era dédalo a calar-me
se acontecia
cascata de sonhar-me
na boca que feliz
se fenecia

- e era livre
sendo chama
toda asas
vaga-lume
brilhante
como quem ama.

(RoqueSilveira)


Nós de poesia

A vida é feita de incompletudes...
Como os bares de mesas vazias
Nas calçadas
Ou as longas estradas
Repletas de nada dos dois lados

Ainda assim, escrevo
Mesmo sabendo que em mim
desatam-se nós de poesia
E atam-se outros em seguida.

O fato é que
Daquilo que me resta
Faço-me humanamente completa
meramente humana...

(Vanessa Marques)



Frase

"Amor" é o presente dado sem esperança de retorno,
e o que esperamos é apenas que não seja rejeitado

(Junior A.)



Frase

Como posso explicar
Esta dor
Invasora
Da minha alma
Senão dizer
Que és a mentira
Mais verdadeira
Da minha vida...?

(Raquel Naranjo)



Frase

O amor é como a justiça:
Injusto e cego.

(TrabisDeMentia)



guardanapos

do nosso beijo,
muralhas

do nosso amor,
migalhas

do nosso verbo,
mortalhas

dos nossos papos
poemas
em guardanapos

(Niké)



Sexto sentido

Tenta ouvir o silêncio...
Ver a luz na escuridão profunda...
Cheirar o aroma da mais pura água...
Sentir a textura do vento...
Saborear a doçura do sal...
Quando o conseguires...
Irás te descobrir...

(gera)



Só saudade

Dor que sente
Dor que não se mede
Que vai e vem

Com a vida vou rolando
Com a dor vou buscando
Talvez alívio...

Quando doer que seja
Sem deixar morrer
Só saudade...

(amasol)



A foz

Se cada coisinha que eu sei correspondesse a um rio... E se cada um deles desaguasse na mesma foz...Esta não teria senão o tamanho de uma bacia bem pequenina na qual eu refresco os meus cansados pés. Os rios seriam tão curtos quanto a minha felicidade, tão estreitos quanto a minha existência, tão secos quanto a minha solidão. Mas talvez, talvez bem no fundo da bacia, talvez para lá das lágrimas turvas, e para que eu me possa orgulhar, talvez sorriam dois peixinhos, que eu, apesar da distância possa contemplar! E quem sabe... Uma flor se incline e faça nascer, na foz uma flor que eu possa colher!

(TrabisDeMentia)
Posts relacionados, Plugin for WordPress, Blogger...