https://www.poetris.com/
 
 
Tags:  lua    revolta    culpa    divagar  
 
Tudo a minha volta anda a roda

Como sentisse as voltas que o munda da a si mesmo

Acordo ja tonta

Zangada, chatiada

Revoltada, com falta

Da lua que se ve a todo o instante

Mas que hoje fugio com seu amante

Porquê?

Hoje que queria a sua atenção

Ela foi em busca dos prazeres

Maldita, regou-me uma maldição.

Estarei louca ou tonta ou com muitos afazeres

Fazem andar a roda com toda esta aflição

Jogo a culpa a quem não pode reclamar como manda

a tradição.


O Silêncio inspira-me.

Divagar, escrever, o silencio e tudo vai embora ao anoitecer
 
Autor
EuniceContente
 
Texto
Data
Leituras
814
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
12 pontos
4
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
joseluislopes
Publicado: 09/10/2009 10:29  Atualizado: 09/10/2009 10:29
Colaborador
Usuário desde: 22/03/2009
Localidade:
Mensagens: 3351
 Re: Revolta
Minha amiga, muitos de nós nasceram para ter desencontros, é também uma forma de encontrarmos as palavras que apenas nascem com a falta de qualquer coisa.

Hoje foi a lua

Amanhã será outra coisa qualquer que te faz escrever

Nem tudo é mau.

Um beijo Eunice
JLL


Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 14/10/2009 05:37  Atualizado: 14/10/2009 05:37
Colaborador
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 17658
 Re: Revolta
As vezes não sabemos ouvir e só entendemos depois...
Gostei!

Enviado por Tópico
HelenDeRose
Publicado: 18/10/2009 20:45  Atualizado: 18/10/2009 20:45
Usuário desde: 06/08/2009
Localidade: Sorocaba - SP - Brasil
Mensagens: 2092
 Re: Revolta
re-volta: volta sempre com as voltas que a vida dá....e nesta roda da vida muitas vezes a volta dá ré....e prende-se ao passado perdido.

Adorei a re-flexão do seu poema. Bjo.