https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Amor : 

Sabendo-me distante

 
Tags:  amor cego    proucar-me    detalhes dum sonho  
 
Acordo do sonho
Neste fluir do tempo,onde me ponho.
A relembrar-me, a procurar-me,
Sabendo-me distante, ausente!?
Ausente, onde o sol empalidece
Como se nunca mais amanhecesse
E no meu coração quebrado
A vida é sonho parado.
E na saudade o Amor ainda invento!
Amor cego, louco varrido.
Um tanto apagado, sem chama, sem motivo.

Quero tudo quanto o tempo me levou!?
Quero ter a certeza que não é só sonho,
Que eu existi e existo!
E por isso me ponho!?
Neste resumir de vida,
A procurar-te e a procurar-me
Na memória não vitoriosa mas tão pouco vencida!
Já o sonho começa...
É delírio ou vertigem?
Ou apenas sentimento triste o da saudade.


rosafogo



Na plenitude da felicidade, cada dia é uma vida inteira.
Johann Wolfgang Von Goethe



 
Autor
rosafogo
Autor
 
Texto
Data
Leituras
641
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
10 pontos
10
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Nanda
Publicado: 09/10/2009 22:32  Atualizado: 09/10/2009 22:32
Colaborador
Usuário desde: 14/08/2007
Localidade: Setúbal
Mensagens: 11102
 Re: Sabendo-me distante
Natália,
O tempo pode ter-te levado algumas coisas mas deixou-te este dom da poesia.
Beijinhos na alma
Nanda


Enviado por Tópico
mim
Publicado: 09/10/2009 22:52  Atualizado: 09/10/2009 23:04
Colaborador
Usuário desde: 14/08/2008
Localidade:
Mensagens: 2856
 Re: Sabendo-me distante
O tempo é um malandro...
Mas vai por aqui passando...
Nas belas palavras que tem...

Beijocas


Enviado por Tópico
Gyl
Publicado: 10/10/2009 00:10  Atualizado: 10/10/2009 00:10
Membro de honra
Usuário desde: 08/08/2009
Localidade: Brasil
Mensagens: 12291
Online!
 Re: Sabendo-me distante
Um doce teu cantar. Gostoso, triste e belo. Beijos de saudades!


Enviado por Tópico
(re)velata
Publicado: 10/10/2009 01:15  Atualizado: 10/10/2009 01:15
Colaborador
Usuário desde: 23/02/2009
Localidade: Lagos
Mensagens: 2181
 Re: Sabendo-me distante
Gostei do teu poema introspectivo, envolvido na bruma do sonho que se confunde com a realidade. Às vezes é difícil determinar essa fronteira.

Beijinho


Enviado por Tópico
Nitoviana
Publicado: 10/10/2009 01:30  Atualizado: 10/10/2009 01:30
Colaborador
Usuário desde: 10/04/2009
Localidade:
Mensagens: 648
 Re: Sabendo-me distante
O tempo brinca connosco, mas o tempo não nos faz! Temos que ser nós a fazer o nosso tempo sonhando ou realizando. mas não nos confundindo!
Um beijo Rosa!