https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

prostitui-se a palavra (reed.)

 
Tags:  palavra  
 


Como impiedosos chulos,
sedentos de proveito,
desprovidos de respeito,
prostituem a palavra!

Tudo por um poema,
como se a poesia fosse vã,
vale tudo mesmo a martelo,
qual corpo são em mente sã!

Caso a dita palavra
não apresente serviço
é espremida até ao tutano
ou espancada com o açoite!



 
Autor
Moreno
Autor
 
Texto
Data
Leituras
739
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
18 pontos
18
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
AnaCoelho
Publicado: 24/11/2009 19:03  Atualizado: 24/11/2009 19:03
Colaborador
Usuário desde: 09/05/2008
Localidade: Carregado-Alenquer
Mensagens: 12081
 Re: prostitui-se a palavra (reed.)
A palavra bem colocada num poema forte.

Gostei


Beijos


Enviado por Tópico
LuisaMargaridaRap
Publicado: 24/11/2009 19:09  Atualizado: 24/11/2009 19:09
Colaborador
Usuário desde: 19/08/2008
Localidade: Portalegre - Alentejo
Mensagens: 1512
 Re: prostitui-se a palavra (reed.)
Moreno
eu gostei do que li neste teu Erótico mas Poético poema,

Bjs


Enviado por Tópico
joseluislopes
Publicado: 24/11/2009 19:12  Atualizado: 24/11/2009 19:12
Colaborador
Usuário desde: 22/03/2009
Localidade:
Mensagens: 3351
 Re: prostitui-se a palavra (reed.)
Assim se faz muitas vezes com a ânsia de postar, mesmo que a palavra vá nua e desprovida de sentido.

Goste imenso deste teu poema

Um abraço Moreno

JLL


Enviado por Tópico
vanriz
Publicado: 24/11/2009 19:18  Atualizado: 24/11/2009 19:18
Da casa!
Usuário desde: 19/10/2009
Localidade: São Paulo - SP
Mensagens: 437
 Re: prostitui-se a palavra (reed.)
Gostei! chamou atenção para um assunto polêmico!


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 24/11/2009 19:25  Atualizado: 24/11/2009 19:25
 Re: prostitui-se a palavra (reed.)
Olá Moreno! Gostei das palavras usadas para deixar explicito o mau uso da mesma naquilo a que muitos chamam de poesia.

Beijo azul@


Enviado por Tópico
Maria Verde
Publicado: 24/11/2009 19:54  Atualizado: 24/11/2009 19:54
Colaborador
Usuário desde: 20/01/2008
Localidade: SP
Mensagens: 3544
 Re: prostitui-se a palavra (reed.)
poema maravilhoso!
deixo estes versos em forma de comentário.

fale, se quiser falar!
mas me fale do que há submerso
fale do que não ousaria dizer
nem que seja reverso
mas fale sem se conter

acho que é por aí que anda a danada da inspiração, ou seja, dizer o que comumente não se diz.


Enviado por Tópico
Caopoeta
Publicado: 24/11/2009 20:05  Atualizado: 24/11/2009 20:05
Colaborador
Usuário desde: 12/07/2007
Localidade:
Mensagens: 2027
 Re: prostitui-se a palavra (reed.)
porque é preciso beijar
a palavra como quem se ama
dar grandes marteladas
até ficar com os dedos ferida
chicotear o coraçao
prostituir a alma
e depois
que venham os inaudiveis
os abutres saciar a fome
do poema carne.


Enviado por Tópico
António MR Martins
Publicado: 24/11/2009 23:09  Atualizado: 24/11/2009 23:09
Colaborador
Usuário desde: 22/09/2008
Localidade: Ansião
Mensagens: 5064
 Re: prostitui-se a palavra (reed.)
Moreno,

E nesse açoite ordenou:
- A palavra que aqui ficou
é para ser seguida!
Todos a tomaram a preceito,
não tinham outra saída...
depois de tudo espremido, tudo voou.
Aqui ficou tudo do mesmo jeito
neste desenrolar da vida!...


Excelente o seu poema.

Abraço


Enviado por Tópico
Moura365
Publicado: 25/11/2009 00:00  Atualizado: 25/11/2009 00:00
Colaborador
Usuário desde: 23/10/2009
Localidade: Rio tinto-Porto
Mensagens: 2284
 Re: prostitui-se a palavra (reed.)
E viva a palavra! Que o seja, na sua verdadeira função.

Parabéns, Moreno!

Abraço

Gil