https://www.poetris.com/
 
Textos : 

Podia ser só mais uma noite fria como as outras...

 
 
Open in new window


A noite estava fria, tão fria que ninguém fazia ideia.As ruas desertas eram agora mais tristes ainda. De dia nem se notava, tudo parece mais agradável, camuflado pelos ruídos de fundo e o reboliço normal da vida. Pessoas e carros correm desenfreados para um qualquer compromisso inadiável, como se tudo dependesse da pressa que levam na ponta dos minutos que lhes restam para a hora certa... como se as suas vidas dependessem apenas disso. Chegar a qualquer lado a tempo e não ser repreendido nem penalizado por isso. Ou mais grave ainda, perder algo de que se arrependesse para todo o sempre...
Mas o dia já terminara há um bom par de horas e aos poucos as ruas foram-se esvaziando. Ficaram só os que não se conseguem separar delas, os que há muito passaram a fazer parte delas, como se fossem bibelots ou guardiões notívagos da cidade.
A temperatura baixou repentinamente e apanhou-os desprevenidos, nem as caixas de cartão novas que trouxeram das traseiras das boutiques vizinhas e os cobertores coçados que já tinham, lhes chegavam para se resguardar do frio cortante da noite. Alguns desistiram de resistir, levantaram-se e fizeram fogueiras em latas de tinta velhas que arranjaram na obra ali ao lado, paredes meias com o passeio das arcadas onde se costumavam deitar, por ser coberto e o mais recolhido das redondezas. As chamas aqueciam-lhes as mãos geladas e o vinho da garrafa que partilhavam gole a gole, tratava de lhes aquecer a alma empedernida pela cicatriz da solidão de cada um, naquela que era a noite mais triste de todas as que o ano tinha.
Talvez se não houvesse Natal, as noites fossem só noites. Umas mais frias do que outras, mas só mais uma noite sem qualquer outro significado que a tornasse mais triste ou menos triste do que as outras.



<div><object width="560" height="441"><param value="http://www.dailymotion.com/swf/x1z89j&autoPlay=1" name="movie"/><param value="true" name="allowFullScreen"/><param value="always" name="allowScriptAccess"/><embed allowscriptaccess="always" width="560" src="http://www.dailymotion.com/swf/x1z89j&autoPlay=1" height="441" allowfullscreen="true" type="application/x-shockwave-flash"></embed></object><br/><b><a href="http://www.dailymotion.com/video/x1z8 ... e_music">Everlast What It's Like</a></b></div>


*... vivo na renovação dos sentidos, junto da antiguidade das lembranças, em frente das emoções...»

Impulsos

coisa pouca

A foto é daqui
 
Autor
cleo
Autor
 
Texto
Data
Leituras
2562
Favoritos
3
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
37 pontos
13
0
3
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
antóniocasado
Publicado: 19/12/2009 01:30  Atualizado: 19/12/2009 01:30
Colaborador
Usuário desde: 29/11/2009
Localidade:
Mensagens: 1657
 Re: Podia ser só mais uma noite fria como as outras...
Ola

A solidão é a mais paupérrima pobreza!

Um pouco por todo o mundo esses corpos vandalizados pelo destino amotinam-se pelas ruas sem um apreço, um apego, algo que lhes referencie um futuro, ou o que ele possa representar.
O caos da miséria politica faz-se representar nos níveis de pobreza cada vez maior, enquanto que a ostentação reclama para si os haveres que a todos pertencem.
Há minha porta é Natal todos os dias, quer seja noite fria, quer seja amena. Os pobres são os mesmos... Só mudam mesmo as moscas!

Texto profundo!
antóniocasado


Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 19/12/2009 02:00  Atualizado: 19/12/2009 02:00
Colaborador
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 17658
 Re: Podia ser só mais uma noite fria como as outras...
Esse frio cobre várias noites de tantos e nessa noite nos cobre os olhos. Por isso o natal se tornou triste...vou levar seu texto. bjs

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 19/12/2009 06:03  Atualizado: 19/12/2009 06:03
 Re: Podia ser só mais uma noite fria como as outras...
Ola Cleo!

Li o teu texto arrepiada, e este demonstra porque odeio a hipocrisia de que se reveste o dia mais hipócrita do ano. Milhares de pessoas sem tecto, crianças que morrem de fome, metade da população desempregada e só se pensa em futilidades.

Vou levar para com ele me encher e pensar naqueles que Têm o céu como tecto e como aquecimento, o sangue que lhes correr nas veias.


Beijo azul

Enviado por Tópico
Vergílio
Publicado: 19/12/2009 18:25  Atualizado: 19/12/2009 18:25
Colaborador
Usuário desde: 22/03/2009
Localidade: Porto
Mensagens: 786
 Re: Podia ser só mais uma noite fria como as outras...
Noite mais triste ou menos triste!
Obrigado por me fazer pensar.....
Beijo grande

Enviado por Tópico
Nitoviana
Publicado: 19/12/2009 18:54  Atualizado: 19/12/2009 18:54
Colaborador
Usuário desde: 10/04/2009
Localidade:
Mensagens: 648
 Re: Podia ser só mais uma noite fria como as outras...
Texto atento a realidades, que traz outras realidades e Natais que nunca são Natal.
Um beijo Cleo

Enviado por Tópico
Henricabilio
Publicado: 19/12/2009 20:38  Atualizado: 19/12/2009 20:38
Colaborador
Usuário desde: 02/04/2009
Localidade: Caldas da Rainha - Portugal
Mensagens: 6963
 Re: Podia ser só mais uma noite fria como as outras...
Nalguns dias há Natal; em todos os outros apenas existe hipocrisia.
... E a minha sensibilidade diz-me que a tendência é para piorar.
São sempre gélidas as noites, sem o calor do Amor!
Votos de Festas Felizes, com abraçoo!
Abílio

Enviado por Tópico
rosafogo
Publicado: 19/12/2009 22:00  Atualizado: 19/12/2009 22:00
Colaborador
Usuário desde: 28/07/2009
Localidade:
Mensagens: 9599
 Re: Podia ser só mais uma noite fria como as outras...
Como mudar este Mundo?
Sempre a mesma triste realidade, isto é o que vê e o que se sabe e tudo aquilo de que nem se sonha?
Mal vão os tempos e pergunto será que haverá algum dia Natal para todos?
Eu gostava que acontecesse.

beijinhos linda,
beijinho

E Bom Natal para ti

rosa

Enviado por Tópico
António MR Martins
Publicado: 20/12/2009 01:55  Atualizado: 20/12/2009 01:55
Colaborador
Usuário desde: 22/09/2008
Localidade: Ansião
Mensagens: 5064
 Re: Podia ser só mais uma noite fria como as outras...
Cleo,

Cada vez há mais noites frias destas, infelizmente.
Teu texto é arrebatador, tal como são as palavras que regularmente nos ofereces. Fica mais esta constatação... que nos faça meditar, devidamente.

Beijinho

Enviado por Tópico
Vera Sousa
Publicado: 20/12/2009 02:21  Atualizado: 20/12/2009 02:21
Membro de honra
Usuário desde: 04/10/2006
Localidade: Amadora
Mensagens: 4100
 Re: Podia ser só mais uma noite fria como as outras...
Infelizmente as nossas ruas não estão desertas à noite. Nem todos se deitam em camas quentes, nem todos têm a possibilidade de se aquecerem com um bom cobertor, com uma sopa quentinha. E infelizmente nós, os que todos os dias passamos por "eles", continuamos a fingir um estado de cegueira física e emocional.
Um grande aplauso Cleo. Embora com poucas palavras, consegues passar muito e fazer pensar mais ainda.

Beijo super grande

Enviado por Tópico
poesiadeneno
Publicado: 20/12/2009 14:43  Atualizado: 20/12/2009 14:43
Colaborador
Usuário desde: 27/06/2009
Localidade:
Mensagens: 1407
 Re: Podia ser só mais uma noite fria como as outras...
Cleo,

Com o pensamento nos que mais sofrem.
O Natal tem o condão de nos dar tudo em excesso.


Feliz Natal.


Beijo

Enviado por Tópico
eduardas
Publicado: 25/12/2009 20:55  Atualizado: 25/12/2009 20:55
Colaborador
Usuário desde: 19/10/2008
Localidade: Lisboa
Mensagens: 3731
 Re: Podia ser só mais uma noite fria como as outras...
Cleo,


Noite após noite, deparamo-nos com os cartões e mantas amontoadas a um qualquer beco ou rua.

será diferente por ser Natal que os cartões se abram sem frio, ou o frios se torne quente?.

Uma montra que entristece e nos derruba.

bjs
Eduarda

Enviado por Tópico
jamaveira
Publicado: 26/12/2009 14:38  Atualizado: 26/12/2009 14:38
Da casa!
Usuário desde: 23/07/2006
Localidade: João Pessoa - PB
Mensagens: 343
 Re: Podia ser só mais uma noite fria como as outras...
A imagem em harmonia com o texto nos remete a pura realidade comovendo e refletindo. Muito bom! > Jamaveira