https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Anjo Ferido

 
Sou um anjo ferido.
Ferido pela própria espada,
Jogado em um canto qualquer
Sem rumo e sem usar minhas asas.

Um anjo-homem
Ferido por um demônio-mulher.
Ceifado como um cordeiro em apatia
Na mais profunda agonia.

Um aparato de servos me ostentam
Ao brado mais triste que me reluz.
Ao esplendor de um pecado mortal
Um mero corpo seduz.

Luz profunda de dor,
Clareia-me com força e rubor!
Vidas lançadas ao mundo,
Sinfonias de um mesmo amor.

 
Autor
RomuloNarducci
 
Texto
Data
Leituras
1275
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.