https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Sou Quem?...

 
Sou quem me elaborou, projetou, analisou, descreveu, interpretou, construiu... Acontece que sobrevivi, e entre a minha construção e um vácuo deixado pelos executores da obra, escapei e me fiz também. Hoje sou a dúvida de quase todas as certezas. Nego muito do que do que fui e do que sou, pois sei que vontades alheias aos meus desejos determinando quem eu seria me trouxeram mais dissabores do que sabores. Sendo assim, renuncio a minha autenticidade.
Tento dizer o indizível, me faltam palavras para expressar meus sentimentos, nesta hora me valho do meu olhar, mas quantos o entenderão? Não tem importância, o poeta avisou: “Quem não compreende um olhar, tampouco compreenderá uma longa explicação”.
Vazios existentes promovem um encontro comigo mesmo, e de forma revigorada eu continuo a minha luta em prol das vozes sem som. Faço festa com o desconforto dos saberes, e como meu sol tem sabor de lua, encontro reconforto nos alucinados.
Neste “bolicho” de proscratinações, me transformo na esperança do moribundo, converto desespero em alegrias, e fantasio-as como a leveza de uma embriaguez.
Manter a chama das ilusões é agigantar-se no ínfimo; é saber que os defeitos são autênticos, e os perfeitos são excêntricos; é manter a jovialidade sem a preocupação de ser jovem; é entender que ser belo é produzir belezas, que ser novo é construir novidades; e que para ser feliz, quase sempre requer ser o sim do não e enchê-lo de nada.
Andando por asfaltos de areia movediça, blefando comigo mesmo, ouço os gritos dos calados, que sem liberdade continuam sonhando em ser livres. Despertar os sentidos adormecidos e fazê-los desistir dos limites é uma forma empolgante de extrair o sabor do nada e abastecê-lo com magia e mistério.
A eficácia da mediocridade torna as almas descrentes e extravagantes, acolhendo quase sempre desilusões. Não quero isto para mim, o que eu quero é ser a birra da criança transgressora, exteriorizando sentimentos sem medo de desagradar ou não.
Sou tantos e sou nada, abrigo em mim à incompreensão do presente, mas quem sabe não metamorfosearei o futuro? Só não tente me entender, porque eu já sou outro...



ZICO

 
Autor
ZICO
Autor
 
Texto
Data
Leituras
899
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
18 pontos
10
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Liliana Jardim
Publicado: 31/05/2010 11:02  Atualizado: 31/05/2010 11:02
Luso de Ouro
Usuário desde: 08/10/2007
Localidade: Caniço-Madeira
Mensagens: 4577
 Re: Sou Quem?...
Ola Zico

Li-te atentamente e gostei de te ler na tua divagação pela vida do teu eu.
Ficou-me mais isto...

...é entender que ser belo é produzir belezas, que ser novo é construir novidades; e que para ser feliz, quase sempre requer ser o sim do não e enchê-lo de nada.

Beijinhos
Tudo de bom para ti e uma boa estadia aqui


Enviado por Tópico
HelenDeRose
Publicado: 31/07/2010 15:54  Atualizado: 31/07/2010 15:54
Usuário desde: 06/08/2009
Localidade: Sorocaba - SP - Brasil
Mensagens: 2120
 Re: Sou Quem?...
(...)A eficácia da mediocridade torna as almas descrentes e extravagantes, acolhendo quase sempre desilusões.(...) Esta sua frase tem uma força daquilo que você já aprendeu e do que já aprendi, porém, a cada segundo estamos renovando este aprendizado e nos transformando em outros seres mais seletivos. Muito prazer Zico, gostei da sua forma existencialista de ver as coisas que permeiam suas observações e vivências. Que venham mais textos... Abraço fraterno.


Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 20/11/2010 00:48  Atualizado: 20/11/2010 00:48
Colaborador
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 17658
 Re: Sou Quem?...
Me lembrou Raul seixas: "Prefiro ser essa metámorfose ambulante, do que ter aquela velha opinião sobre tudo..." Gostei e mito bjs


Enviado por Tópico
Naty
Publicado: 22/11/2010 14:32  Atualizado: 22/11/2010 14:32
Colaborador
Usuário desde: 13/11/2010
Localidade:
Mensagens: 1458
 Re: Sou Quem?...
Lindo seu poema.Gostei.Parabéns.


Enviado por Tópico
geraldocoelho
Publicado: 19/02/2011 19:03  Atualizado: 19/02/2011 19:03
Colaborador
Usuário desde: 14/11/2010
Localidade:
Mensagens: 625
 Re: Sou Quem?...
DIZER O INDIZÍVEL;VALHER-SE DO OLHAR...
QUE MARAVILHA,CARO AMIGO...
REALMENTE,SE NÓS MESMOS NÃO CONSEGUIMOS NOS ENTENDER;O QUE DIRÁ OS OUTROS...
UM OLHAR DIZ MAIS DO QUE MIL PALAVARAS...
APLAUSOS;MEUS PARABÉNS E TAMBÉM UM FORTE ABRAÇO...