https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

ver-te

 
Tinha dúvidas se te chegava, se te era bem da forma como vias quem te conseguia ver, compreender, saber quem és. Eu próprio não sabia se te via quando te encontrava, nas horas de te ouvir falar de ti, olhar de frente e dizeres que me amavas. Era sempre mais que me parecia desejares-me, mais de mim, mais como quem te sabe o peso do coração na mão, da emoção na voz, do mar em cada lágrima. Este outro que hoje sou nestas palavras talvez te veja como queres, pendente entre a dor e a dor adormecida. Este outro que te escreve adorna-te de ti, enfeita o que te diz de te sentir. E ainda assim ficas além, também em mim, como o que de mim ainda não sei.


esconder-me de quem me quer ver, mostrar-me a quem não me vê.

 
Autor
Alter
Autor
 
Texto
Data
Leituras
637
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
AuroraRosado
Publicado: 29/07/2010 17:49  Atualizado: 29/07/2010 17:49
Colaborador
Usuário desde: 18/03/2010
Localidade:
Mensagens: 623
 Re: ver-te
Que difícil é conhecermo-nos e conhecer bem o outro. E deixar que nos vejam como somos. É uma tarefa sempre inacabada, penso. Gostei deste texto sobre o encontro e o desencontro. Gosto deste estilo

Bj