Poemas : 

Lembras-te?

 
Lembras-te da magia
De uma manhã em que o frio
Gelava o nascer do dia?
Um silêncio encheu de brio
O momento em que te via.
Eu lembro-me!

Lembras-te da fixação
Do olhar naquela altura?
Do bater do coração
Inundado da ternura
De um cumprir da oração?
Eu lembro-me!

Lembras-te do sorriso
Trocado infinitamente?
O que surge por aviso
De uma alma que não mente
Nem mesmo quando preciso…
Eu lembro-me!

Lembras-te daquele beijo
Cansado de tanta espera
Cumprido por ser desejo,
Doce, numa mera
Paragem que revejo?
Eu lembro-me!

Lembras-te da mão dada
Pela primeira vez, suavemente?
Eu dos dedos por espada
Nomeei-te eternamente
Senhora da minha armada!
Eu lembro-me!

Lembras-te de mim, por acaso,
Uma vez ou outra, eventualmente?
Não importa com atraso,
Mas que fosse, de repente,
Na vida mais do que um caso.
Eu lembro-me de ti… e lembrar-me-ei pelo resto da minha vida!

 
Autor
AngeloP
Autor
 
Texto
Data
Leituras
990
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 03/08/2010 00:10  Atualizado: 03/08/2010 00:10
 Re: Lembras-te?
"Lembras-te de mim, por acaso,
"Uma vez ou outra, eventualmente?
Não importa com atraso,
Mas que fosse de repente
Na vida mais do que um caso.
Eu lembro-me de ti… e lembrar-me-ei pelo resto da minha vida!"


Lindissimos teus versos ressaltando esta estrofe MARAVILHOSA!
Parabéns Poeta!
beijos meus!