https://www.poetris.com/
 
Prosas Poéticas : 

Novos Velhos Anos...

 
Novos Velhos Anos...

É La, entre sonhos inacabados, dietas abandonadas, promessas esquecidas e tantos outros muitos “Quaaaaaase!!!”. Que um velho Ano prepara sua cria, deixando-lhe por herança a frustração dos que apenas sonharam, e nada fizeram para construir seus sonhos...

E os NOVOSMESMOSVELHOSSONHOS, requentados na eterna chama da sempre renovada esperança, serão novamente servidos sob luzes de fogos de artifício e acompanhados dos mesmos espumantes e simpatias improváveis, quando não ridículas...

Seja bem vindo querido ano Novo. E vá desde já se preparando para a sanha dos mesmos velhos homens, que esperam que de seus cueiros espirre a fortuna na forma de seis dezenas milagrosas.

Não se assuste jovem Ano. Os homens são assim mesmo, hipócritas por excelência, todos eles lhe renderão homenagens por ocasião de seu nascimento. Firmarão novos contratos, lhe farão outras promessas... Alguns, em poucos meses estarão rezando para que você acabe logo, outros para que dure para sempre, mas a imensa maioria vai esperar até o sorteio de mais uma "Mega Sena" da Virada.

Descanse em Paz, pobre Ano velho. Não se esqueça de escrever em seu testamento aos homens, que o trabalho é o catalisador da sorte, e que esperança sem Fé é como planta sem água, mesmo que nasça, morre sem dar fruto...

(AeSSeCê)

 
Autor
Alexsimas
Autor
 
Texto
Data
Leituras
414
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.