https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Góticos : 

O cemitério

 
And the raven, never flitting, still is sitting, still is sitting
On the pallid bust of Pallas just above my chamber door;
And his eyes have all the seeming of a demon's that is dreaming,
And the lamp-light o'er him streaming throws his shadow on the floor;
And my soul from out that shadow that lies floating on the floor
Shall be lifted—nevermore!



Allan Poe, The Raven - 1845


______________________________________________________


Acordando afobado, na noite, deslocado
Nem soube de minhas paragens
Das paredes, são miragens
Onde estou, caído em sombras?
Tão vazio que me assombra
Labirinto em minha mente
Essa ilusão tão convincente

Andando apressado, na noite, apavorado
Não dou conta de meus passos
Caminhos de chão escasso
Sigo em frente, mais e mais
Na trilha que estou criando
No lugar que estou procurando
Do qual não sairei jamais

Chego possuído, na noite, destruído
Ao cemitério tão vazio
Procuro um túmulo assim, escuro
Que irá saciar minha sede
Ardente sede de trevas!
Que loucamente procuro
O meu lado-ser obscuro

Danço extasiado, na noite, apaixonado
Pela caveira de uma donzela
De solidão, coitada, morreu ela!
Mas caio em situação
Vejo a loucura em meu coração
Desejei voltar a viver em paz!
E o corvo, repetindo, disse: "Nunca mais".

Open in new window



* Nanda

Open in new window

Vale lembrar que o eu lírico não é o autor, e sim uma criação dele
 
Autor
Nanda_Vamp
 
Texto
Data
Leituras
3751
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
21 pontos
13
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 13/06/2011 15:40  Atualizado: 13/06/2011 15:40
 Re: O cemitério
Arrepiante e belo.

Perdi aqui um bom tempinho com um arrepio na espinha!

Beijo azul


Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 13/06/2011 17:30  Atualizado: 13/06/2011 17:30
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29263
 Re: O cemitério
Assustador, macablo, esta uma maravilha deixo meu mabraço


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 13/06/2011 17:56  Atualizado: 13/06/2011 17:56
 Re: O cemitério - Para Nanda
Confesso que nunca fui fã de Allan Poe, talvez por puro preconceito por não ter gostado do Dupin... Mas o seu poema eu achei belíssimo! Inteligente e arrepiante... Meus parabéns, Nanda!


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 13/06/2011 19:15  Atualizado: 13/06/2011 19:15
 Re: O cemitério
Ficou perfeito teu poema... arrepiante mesmo,rs -Edgar Allan Poe é fantástico.... já escrevi contos de "terror fantástico" inspirados neste genial escritor, poeta e romancista. Considero-o um mestre do fantástico. Adorei mesmo, parabéns.

Bjs,ALICE


Enviado por Tópico
Transversal
Publicado: 13/06/2011 21:59  Atualizado: 13/06/2011 21:59
Colaborador
Usuário desde: 02/01/2011
Localidade: Fortaleza - Lisboa
Mensagens: 3687
 Re: O cemitério
“And my soul from out that shadow that lies floating on the floor
Shall be lifted—nevermore!” ficou me esta parte…quando li O Corvo de Poe (na tradução de Fernando Pessoa),pela 1ª vez…”numa meia noite agreste”
“Nem soube de minhas paragens”…”desejei voltar a viver”…”a loucura”…”danço apaixonado”…”ardente sede”…”procuro”…”na noite”…”o meu lado-ser obscuro”…”caminhos”…”na trilha que estou criando”…”ilusão”…”labirinto em minha mente”---”procuro”…”na noite”
“nevermore!”
Excelente momento e inspiração, excelente, Poetisa

Abraço te


Enviado por Tópico
Eriane darklunacy
Publicado: 24/06/2011 02:43  Atualizado: 24/06/2011 02:43
Novo Membro
Usuário desde: 16/09/2007
Localidade:
Mensagens: 0
 Re: O cemitério
Surpreendente, Excitante, Sombrio...Uma obra gótica belíssima...Não pude deixar de perceber que gostas de Poe admito não conhece-lo bem porém eu conheço uma banda que fez uma musica com um poema dele se te interessares...

Arcturus - Alone