https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

à vítima que se faz

 
Tu és a que grita antes da dor
tu és a que fala antes de ouvir
tu és a que pensa antes de saber
tu és a vítima de quem vai nascer

tu és a casta toda conspurcada
tu és a lama toda desamada
tu és a garganta agrilhoada
tu és a palavra regurgitada

tu és a gangrena do beijo
tu és o uivo crucificado
tu és o aborto do moribundo
tu és o poema amaldiçoado

tu és um lobo lubrificado
com dentes de anho ofertado


 
Autor
gabrielas
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1978
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
12 pontos
12
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 12/07/2011 12:27  Atualizado: 12/07/2011 12:27
 Re: à vítima que se faz
bom poema

beijo azul

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 12/07/2011 12:42  Atualizado: 12/07/2011 12:42
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29222
 Re: à vítima que se faz
UM POEMA MARAVILHOSO, TODO NÓS SOMIOS VITIMAS DE UM ALGO, DEIXO MEU ABRAÇO, UM ENCANTO DE POEMA.

MARTISN

Enviado por Tópico
Migueljaco
Publicado: 12/07/2011 12:47  Atualizado: 12/07/2011 12:47
Colaborador
Usuário desde: 23/06/2011
Localidade: Taubaté SP
Mensagens: 9268
 Re: à vítima que se faz
Bom dia Gabriela, seus versos narram uma personagem horrenda, destas que secam o capim somente em olhar para ele, parabens pela forma contundente que descreves horripilante criatura. MJ.


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 12/07/2011 13:12  Atualizado: 12/07/2011 13:16
 Re: à vítima que se faz
sempre atenho-me quando o personagem é original, como este. o poema tenta transfigurá-lo mais do que ele já o é, na importância dos versos cadenciados neste trabalho poético, que tem como fim proficiente, firmar a imagem desse 'ser' que alguns dirão ser horripilante. percebe-se. inda mais que a cada estrofe se vai desvendando a sua identidade verdadeira pela palavra, apesar do caos intrínsico que é. identidade verdadeira; é o que importa na poesia dos homens, bruxos, magos e demônios. poetas viajam na imaginação. parabéns.

meu beijo Gabi, e aquele abração Carioca.

silveiradobrasil


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 12/07/2011 14:25  Atualizado: 16/07/2011 02:59
 Re: à vítima que se faz
o cântaro tantas vezes vai á fonte que deixa lá asa.
bj



Enviado por Tópico
gabrielas
Publicado: 13/07/2011 00:36  Atualizado: 13/07/2011 00:36
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2010
Localidade:
Mensagens: 547
 Re: à vítima que se faz à desocupada
umas palavrinhas que coincidem numa ideia totalmente diferente e isso é plágio? não me faça rir, tenho este texto há mais de dois anos, podia dizer o mesmo de si. mas não digo que posso me enganar. não seja obcecada por mim vá trabalhar que o seu mal é ser desocupada e mal amada, mal criada e mal formada.
chispa.