https://www.poetris.com/
Poemas : 

robalo, robalinho

 
do céu, eu sei do que falo
caíram peixes, cardumes
um deles era robalo
tudo à volta só ciúmes

o mar matava-se em espuma
as rochas eram pintura
e das areias nenhuma
ficou calma, foi loucura

três gordas damas ao vê-lo
pensaram ver seu jantar
correram para prendê-lo
mas não puderam contar

o robalo tinha escamas
todas belas e brilhantes
e ao ver essas três damas
nada ficou como antes

peixe, tal cisne do mar
mais teso que carapau
num ápice foi-se no ar
que robalinho tão mau

suas barbatanas de ouro
sulcaram os ares pr’à terra
as damas atrás do tesouro
iriam até finisterra

ou quiçá ao mar do norte
uma ficou pelo caminho
tinha asma e pouca sorte
nem a curou um bom vinho

as outras, loiras taradas
foram de carro, avião
no fim já não havia estrada
cruzaram mares de balão

não viram mais o robalo
nem cherne que se parecesse
é segredo, o que calo
mas não foi como parece

isso não se faz robalo
fazer as damas chorar
e eu nem sei do que falo
com meus olhos a pescá-lo

 
Autor
gabrielas
Autor
 
Texto
Data
Leituras
152
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
6 pontos
4
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Sterea
Publicado: 15/08/2017 00:11  Atualizado: 15/08/2017 00:11
Colaborador
Usuário desde: 20/05/2008
Localidade: Porto
Mensagens: 3397
 Re: robalo, robalinho
ahahaha também andaste à pesca do robalo, Gabi?...

Bem bom, o teu robalinho!
(emprestas-me o pescador...? )


Enviado por Tópico
Gyl
Publicado: 15/08/2017 00:48  Atualizado: 15/08/2017 00:48
Membro de honra
Usuário desde: 08/08/2009
Localidade: Brasil
Mensagens: 15149
 Re: robalo, robalinho
Acho que estas damas estão muito assanhadas. Anda faltando bacalhau na mesa de casa para buscar robalo nas praias alheias? Já descobri duas damas. Quem é a terceira? Abraços, Gabi!