https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

amor

 
a chuva no intervalo de nós molhava o pensamento, montado nas razões como legos de papel, caixinhas de preces a aprisionar vazios, desesperos inspirados, pausas beirando o precipício. cada um do seu lado puxando fios, desmanchando o tempo, a chuva, a nuvem à frente dos olhos, os braços à frente empurrando o escuro da angústia. o soalho rangia sob o fogo dos passos inseguros no caminho para o portal dos abraços. eram tantos os braços agora que subiam escada acima a emoção que ser um só não bastava, teriam de desaparecer um dentro do outro.

 
Autor
gabrielas
Autor
 
Texto
Data
Leituras
754
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
4
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Alexis
Publicado: 09/09/2010 23:29  Atualizado: 09/09/2010 23:29
Colaborador
Usuário desde: 29/10/2008
Localidade: guimarães
Mensagens: 7254
 Re: amor para gabrielas
uuuuu...intenso.

desaparecer um dentro do outro.fiquei a pensar nisto...desaparecer...um...dentro...do outro.
vou fugir-me por aí,por essa imagem.voltarei depois,talvez.se não me sumir.

beijo


Enviado por Tópico
Sterea
Publicado: 10/09/2010 10:48  Atualizado: 10/09/2010 10:48
Colaborador
Usuário desde: 20/05/2008
Localidade: Porto
Mensagens: 3397
 Re: amor
abri as tuas palavras e encontrei uma tela animada, com um abraço em "close-up"... e lembrei o meu "reencontro":


"Ofuscaste-me com o teu abraço!
Fechei os olhos e rodopiei contigo, num carrossel de luz...
Nem vi que o Sol, despeitado, piscou o olho a uma nuvem, matrona e dengosa... que, voluptuosa, lhe concedeu a alcova.
...E eu, molhada pela volúpia do teu beijo, nem reparei que choveu..."


Falta só dizer que... amei. este "amor".

Beijinho!