https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

O meu ventre gera arte

 


O meu ventre gera arte na imortalidade do seu autor fecundo.
Penetra-me, pois, a intimidade para além da razão com a majestade de um rei generoso!
Verás o febo sol coroar tua cabeça com a luz do dia eterno.




Sou divina e imortal

 
Autor
Erato
Autor
 
Texto
Data
Leituras
343
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 31/07/2011 00:51  Atualizado: 31/07/2011 00:51
 Re: O meu ventre gera arte
Gostei...parabéns Poesia.