https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Ouve, infecunda

 



Ouve, infecunda, abraça minha cintura e suga meus seios!
A Poesia sou eu: alimenta-te!
Atenta no sublime som dos meus lábios quando cantam nas alturas dos deuses!




Sou divina e imortal

 
Autor
Erato
Autor
 
Texto
Data
Leituras
307
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
And.Marques
Publicado: 29/07/2011 14:42  Atualizado: 29/07/2011 14:42
Super Participativo
Usuário desde: 23/07/2011
Localidade:
Mensagens: 148
 Re: Ouve, infecunda
Muito bom!!!É um poema bem sensual!!!ABRAÇO.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 30/07/2011 08:14  Atualizado: 30/07/2011 08:14
 Re: Ouve, infecunda
Letras ousadas!