Poemas -> Solidão : 

RENEGO O TEMPO

 


Open in new window











Forço-me ao silêncio
e imobilidade,
desvio meus olhares
Quero deles furtar-me
Deixar-me na tranquilidade
Renego o tempo,
que quer de mim afastar-me.
Numa ofensiva perseguição,
sinto-me à beira duma tempestade
E sem ouvir minha razão
Desespero... e, tudo é saudade!

Louca ilusão
quando se corre atrás!
Louco é o coração
Só desiste por cansaço
Apagam-se os sorrisos, perde-se o passo
Tudo se apaga menos os sentimentos.

Pressinto intempéries e desalentos.
Dias amargos virão
Ninguém chorará por mim
Parará suave meu coração.

Viver é fácil, morrer é o fim.

Choveu
Nos olhos meus
Resta uma pégada
É minha memória se arrastando na tarde
Nenhuma notícia, nem a esperada
Resta apenas minha saudade.


rosafogo
natalia nuno


Na plenitude da felicidade, cada dia é uma vida inteira.
Johann Wolfgang Von Goethe



 
Autor
rosafogo
Autor
 
Texto
Data
Leituras
716
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
24 pontos
16
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 22/09/2011 22:36  Atualizado: 22/09/2011 22:36
 Re: RENEGO O TEMPO
Adoro teus poemas nostálgicos...verdadeiros.São reflexões para mim.

Lembro de uma frase que li ao ouvir uma música:

"Não temas a tempestade que se aproxima, aprendas a dançar na chuva"

Bjs,ALICE


Enviado por Tópico
MarisaSoveral
Publicado: 22/09/2011 23:07  Atualizado: 22/09/2011 23:07
Colaborador
Usuário desde: 16/08/2010
Localidade: Porto
Mensagens: 621
 Re: RENEGO O TEMPO
Gosto muito dos teus poemas...eles penetram em mim, porque fazem eco...são nostalgias e melancolias que eu conheço muito bem!
Minha querida Natália sempre te leio, és uma das grandes poetisas aqui do Luso...sempre te leio...passando silenciosamente!

Muitos beijinhos,
Marisa


Enviado por Tópico
Mariaa
Publicado: 22/09/2011 23:40  Atualizado: 22/09/2011 23:40
Colaborador
Usuário desde: 23/08/2009
Localidade: Braga
Mensagens: 2621
 Re: RENEGO O TEMPO
Não gosto nada de te ver antecipar
um fim que não tem que vir tão cedo,
por isso te convido a seres meu par
para saltarmos juntas do alto rochedo...

E depois caímos num mar de espuma
e muito nos rimos c´oas belas sereias
rimo-nos por tudo e coisa benhuma
e até acariciamos o rosto das baleias...

Isto sou eu a dar-te força e ânimo,
mas aquilo que escreves está demais,
e tanto, que depois eu só rimo e rimo
e pelo meio trago chilreantes pardais!

BEIJOS E ABRAÇOS SIDERAIS DA AMIGA AO DISPOR,
Maria«*+*» «*+*»


Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 23/09/2011 01:25  Atualizado: 23/09/2011 01:25
Colaborador
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 17656
 Re: RENEGO O TEMPO
Querida, esse dói até ler. Suas mãos sabem tecer a saudade. bjs pra ti


Enviado por Tópico
varenka
Publicado: 23/09/2011 01:55  Atualizado: 23/09/2011 01:55
Colaborador
Usuário desde: 10/12/2009
Localidade:
Mensagens: 4211
 Re: RENEGO O TEMPO
A sauadde em tuas mão tem dimensões que penetram fortemente nos outros.Adorei ler te!Bjs.Varenka


Enviado por Tópico
carolcarolina
Publicado: 23/09/2011 01:58  Atualizado: 23/09/2011 01:59
Colaborador
Usuário desde: 24/01/2010
Localidade: RS/Brasil
Mensagens: 9297
 Re: RENEGO O TEMPO
Querida Amiga
Poetisa Natalia!

Como sempre a nostalgia te trás as mais belas inspirações.
Lindo amiga ficou teu poema que é só inspiração, essa de dias amargos, nem de brinquedo.
Bjinhos
Carol


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 23/09/2011 15:30  Atualizado: 23/09/2011 15:30
 Re: RENEGO O TEMPO
Rosa,um encanto o teu poema!
Vi-me nele!
Parabéns!
Abraços!


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 26/09/2011 16:37  Atualizado: 26/09/2011 16:37
 Re: RENEGO O TEMPO
Ès uma saudosista nata. E como sentes assim manuseias os sentimentos e teces dos mais belos versos. És incomparavel. Um aplauso para a poeta da saudade!

Beijo azul