https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Diminuto

 
Fazer um minuto de poesia
como se o silêncio doesse mais alto
que as próprias palavras.




Repetir incansavelmente o mesmo verso
até que o poema se canse de ser diferente.




Amormecer no teu colo
e poesiar-me por todos os lados
enquanto as sonolências perto da tua voz
me dizem baixinho, muito baixinho
quase em segredo:




Poesia
é o prazer que nos acompanha
quando se escreve em legítima defesa da solidão.

 
Autor
ParadoXos
Autor
 
Texto
Data
Leituras
323
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Nadir.Caetano
Publicado: 20/10/2011 22:57  Atualizado: 20/10/2011 22:57
Super Participativo
Usuário desde: 14/10/2011
Localidade:
Mensagens: 132
 Re: Diminuto
quatro passos que completam uma ideia, na ousada tentativa de construir um momento diferente.
se há partes fúteis, também há alguns traços bem marcados.
abraço
nac