https://www.poetris.com/
 
Textos -> Surrealistas : 

Casos do 'extraordinário': Doppelgänger

 
Casos do 'extraordinário': Doppelgänger

Como na família de Dora, sempre havia alguma coisa diferente do que nas demais famílias de todos os lugares onde morou, não poderia faltar um caso desse tipo, também...
***********************

A TIA DE DORA


A tia de Dora vivia só, já há muitos anos. Certas noites sentia medo, embora para todos se mostrasse uma mulher forte, destemida, ao longo dos anos de solidão, isso se modificou.
Certa noite, ela estva assistindo a TV, como de costume, quando ao olhar para o lado, viu-se ali: Sentada na outra poltrona, em frente a ela mesma!
Ficou em estado de choque! Pensou estar ficando louca pela solidão diária me que vivia... "Talvez seja isso"...pensou.
Correu para seu quarto, ainda deixando a TV ligada, e fechando a porta, começou a rezar...
Acabou por dormir e no dia seguinte, ao abrir a porta do quarto, relembrou o que tinha acontecido na noite anterior.
Assustada, pegou o telefone e ligou para seu irmão, relatando tudo. Mas ele como não acreditava em nada paranormal, mesmo tendo exemplos de toda a parte da família, apenas disse para ela:
_ Sua mente está cansada, e produziu esse efeito. Fique calma.
Ela sabia que não era isso... Sempre houve fenômenos com ela, até OVNI, ela já havia visto, com sua falecida mãe, pairando sobre a casa delas, numa noite ( todos da rua viram, mas foi abafado ), sem falar nos espíritos, que desde menina ela via e falava com eles...
Enfim, ela tentou esquecer, desconversou o assunto e depois desligou o telefone.
Mas, como já diz a lenda germânica sobre esse assunto, dali em diante, ela não teve mais sossego, uma série de acontecimentos surreais, aconteceram...
Mas isso fica para outra crônica...
Fátima Abreu

************

Doppelgänger
RETIRADO DA WIKIPÉDIA:


Segundo as lendas germânicas de onde provém, é um monstro ou ser fantástico que tem o dom de representar uma cópia idêntica de uma pessoa que ele escolhe ou que passa a acompanhar (como dando uma ideia de que cada pessoa tem o seu próprio). Ele imita em tudo a pessoa copiada, até mesmo as suas características internas mais profundas. O nome Doppelgänger se originou da fusão das palavras alemãs doppel (significa duplo, réplica ou duplicata) e gänger (andante, ambulante ou aquele que vaga).
Controvérsia:
Existem muitas controvérsias sobre como esta criatura misteriosa é tratada: uns dizem que ela anuncia maus agouros, enquanto outros ditam que é uma representação acentuada do lado negativo de uma pessoa. No primeiro caso, diz-se que ver o seu próprio doppelgänger é um sinal de morte iminente, pois a lenda reza que a pessoa está vendo a sua própria alma projetando-se para fora do corpo para assim embarcar para o plano astral. Em outras circunstâncias, se o Doppelgänger é visto por amigos ou parentes, isso é um anúncio de má sorte ou de problemas emocionais que se aproximam. No segundo caso, há quem diga que ele assume o negativo da pessoa para tentar sobre a mesma uma influência negra, de modo a converter a pessoa a fazer coisas cruéis ou simplesmente coisas que ela não faria naturalmente. Ainda existem aqueles que especulam que o doppelgänger seja um tipo de "conselheiro" invisível para a pessoa, seja dando avisos ou implantando idéias. Dado este plano, acredita-se que o doppelgänger somente é visível para quem o tem, e mesmo em tal circunstância ele só pode ser visto espiritualmente, pois ele não se reflete em espelhos ou qualquer superfície física. Estima-se também que cães e gatos podem ver os doppelgänger dos seres humanos, embora isso seja ainda não comprovado. Em parte há quem credite o doppelgänger como sendo o polar oposto de seu dono, ou seja, se a pessoa é boa, o doppelgänger é mau, ou o oposto.
********************


Esse é um filme de 1993, estrelado por Drew Barrymore, que tem esse tema principal.
 
Autor
FátimaAbreu
 
Texto
Data
Leituras
917
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 28/10/2011 18:22  Atualizado: 28/10/2011 18:22
 Re: Casos do 'extraordinário': Doppelgänger - Para Fátima
Desde adolescente que gosto de lendas germânicas e conheço a do "doppelgänger"... Acho interessantíssimo.

Gostei bastante da sua crônica, Fátima.