https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

E, foi assim, meu amor

 
1.


Eugénio Trigo

 
Autor
TRIGO
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1224
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
19 pontos
11
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
TRIGO
Publicado: 10/11/2011 17:24  Atualizado: 10/11/2011 17:24
Colaborador
Usuário desde: 26/01/2009
Localidade: Cabeça-Boa - Torre de Moncorvo
Mensagens: 2306
 Re: E, foi assim, meu amor
...
os jardins abrem-se e as flores ainda dormem
entre elas; os jardins abrem os restaurantes do
teu pesadelo onde estamos sempre longe de casa
...»

Enviado por Tópico
Transversal
Publicado: 10/11/2011 20:12  Atualizado: 10/11/2011 20:12
Colaborador
Usuário desde: 02/01/2011
Localidade: Fortaleza - Lisboa
Mensagens: 3688
 Re: E, foi assim, meu amor
"Vou
com as sombras
escreve-me
sobre as árvores"

Magnifico...

Abraço-te


Enviado por Tópico
Nanda
Publicado: 10/11/2011 21:11  Atualizado: 10/11/2011 21:11
Colaborador
Usuário desde: 14/08/2007
Localidade: Setúbal
Mensagens: 11191
 Re: E, foi assim, meu amor
Trigo,
Eu não sei onde tu desencantas tantas imagens plenas de lirismo. Só sei que sou tua fã incondicional.
Beijo
Nanda


Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 11/11/2011 00:28  Atualizado: 11/11/2011 00:28
Colaborador
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 17658
 Re: E, foi assim, meu amor
tua alam assim como sua genialidade não tem fim... fico remota. beijos meu querido


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 11/11/2011 01:14  Atualizado: 11/11/2011 01:14
 Re: E, foi assim, meu amor
É um deleite vir aqui ler-te querido poeta Trigo.

As imagens que crias e desvelas são divinas...és um verdadeiro "deus" da poesia. Meus parabéns.

Bjs,ALICE


Enviado por Tópico
Mariaa
Publicado: 11/11/2011 01:52  Atualizado: 11/11/2011 01:52
Colaborador
Usuário desde: 23/08/2009
Localidade: Braga
Mensagens: 2621
 Re: E, foi assim, meu amor
Teus pés descalços
por um caminho de flores
e vais sem precalços
para o reino dos amores...

E de táxi nem precisas
basta bem tua imaginação
onde sussuram as brisas
e te levam na doce sensação...

E no velho moinho esteja
o TEU AMOR, te aguardando
e a boca rubra cereja
para beijos até quando?...

BEIJOS E ABRAÇOS SIDERAIS DA AMIGA AO INTEIRO DISPOR,
Maria«*+*» «*+*»