https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Gato em apartamento vazio (Wislawa Szymborska)

 
Tags:  solidão  
 
Gato em apartamento vazio

Morrer - isso não se faz ao gato.
Pois que há-de um gato fazer
num apartamento vazio.
Ir arranhando as paredes.
Roçar-se por entre os móveis.
Por aqui nada mudou
mas está mais que mudado.
As coisas estão nos sítios,
mas os sítios outro são.
E nem se acende a luz pela noitinha.

Ouvem-se passos na escada,
todavia, não os tais.
A mão que põe no pratinho o peixe
também não é a que antes punha.

Algo aqui não acontece
às horas que acontecia.
Algo há aqui que não corre
como devia correr.
Alguém aqui esteve, esteve,
e agora teima em não estar.

Vasculhados todos os armários.
Percorridas todas as prateleiras.
Uma vez verificado o chão sob a alcatifa.
Contra todas as proibições até,
espalhados os papéis.
Que é que fica ainda por fazer.
Dormir e esperar.

Deixa-o só voltar,
deixa-o lá mostrar-se.
Há-de aprender
que com um gato não se brinca assim.
Há-de um bicho ir-se chegando para perto,
como quem não quer a coisa,
bem devagar,
muito sobre as patinhas ofendidas.
E ao princípio nada de saltar nem de miar.




Livre-pensadora, livre-sonhadora

Autor: Wislawa Szymborska
(traduzão de Júlio Sousa Gomes)
 
Autor
Manu_C.
Autor
 
Texto
Data
Leituras
2547
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
4
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 05/02/2012 15:24  Atualizado: 05/02/2012 15:24
 Re: Gato em apartamento vazio - Ao poema
Casa perfeitamente com este vídeo, na minha opinião:



Enviado por Tópico
JBMendes
Publicado: 29/02/2012 11:59  Atualizado: 29/02/2012 11:59
Colaborador
Usuário desde: 13/02/2010
Localidade:
Mensagens: 5222
 Re: Gato em apartamento vazio
Querida Manu - Seu poema O Gato tem algo a ver com um animal que, cientificamente provado, possui 7 vezes mais força vital do que o ser humano. Imagine o sofrimento do animal esperando a morte chegar... Seu poema é sofrido e belo,...

Um abraço com afeto
JBMendes