Frases e Pensamentos : 

O que se ganha ao fim do Dia?

 
Alguns poemas não devem ser lidos; os melhores poetas são os que nunca iremos conhecer.
Meus melhores versos se perderam no tempo; três segundos depois de terem vindo à luz, saindo das trevas, voltaram ao seu vácuo primordial, universos surgindo e desaparecendo.
Tudo que é lindo tem de ir embora, e não haveria graça para os anos dourados se eles não enferrujassem.
Escreverei muitos poemas que nem mesmo lerei, estarão todos perdidos em meus pensamentos, todos perdidos em meus delírios, em meus passeios solitários e silenciosos.
A graça da poesia é olhar nos olhos das pessoas sem dizer nada; deixar que elas digam e falem e prevejam e mintam e matem; deixá-las ir embora com o teu olhar guardado em alguma parte da memória; e daqui há sete anos, quando elas não mais se lembrarem de você, possam despertar no meio da noite com a imagem dos teus olhos admirados a fitá-las em silêncio: daí toda aquela poesia perdida fará sentido para alguém.
São efêmeros esses momentos, mas seus efeitos não são possíveis de serem medidos nessa vida.
Só nesse segundo a vida perdida faz sentido. E todos aqueles poemas e sonhos que existiram só em mim durante todos os meus dias, despertam e viram estrelas.

 
Autor
ferlumbras
 
Texto
Data
Leituras
917
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Acento
Publicado: 21/03/2012 03:12  Atualizado: 21/03/2012 03:12
Participativo
Usuário desde: 13/03/2012
Localidade:
Mensagens: 47
 Re: O que se ganha ao fim do Dia?
Alguns poemas não devem ser lidos, mas saboreados pelo vento, a levantar em palavras algo que não existe em canto algum, porque a voz é muda, porque o violão não fala, mas os dedos são as letras do instrumento.

Séculos passam sem que uma nova palavra minta em meus travesseiros ou surja dentro de meus lençóis e me morda a pele mais sensível. As vírgulas ancoram o que eu mais desejaria dizer sem que ninguém me ouça.