https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Riscos

 
Aqueles que hoje correm,
Amanhã serão os mesmo que pedirão perdão
E buscam ainda salvar os que morrem
Também podendo ser um único coração
Rezando de noite,chorando de dia
Clamando proteção,num local tênubre
De longe um deles sorria
Enquanto muitos acolhiam um nobre
Pobres reis,ricos servos
Pobres de emoção,ricos de ouro,prata e mineração
Reis de berço,servos da escravidão
Muitas lutas e pouca gratidão
O que temos hoje?
Uma porca nação?
Desrespeito,preconceito,infidelidade,falsidade e traição?
-Não,não se pode acabar assim,por isso imploro agora
Salve-se nessa hora
Sonego palavras de curta duração
Abaixo a cabeça e insisto em dizer...
-Pobre nação !

Thábata Piccolo

Curitiba,Outono 2012
 
Autor
Pensadora
Autor
 
Texto
Data
Leituras
614
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
3
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 05/05/2012 14:04  Atualizado: 05/05/2012 14:04
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29310
 Re: Riscos
Poema maravilhoso pura emoção, lindo demais

Enviado por Tópico
Migueljaco
Publicado: 05/05/2012 15:12  Atualizado: 05/05/2012 15:12
Colaborador
Usuário desde: 23/06/2011
Localidade: Taubaté SP
Mensagens: 9306
 Re: Riscos
Bom dia Pensadora, seus versos narram uma personagem profundamente reflexiva, com o norte que os mandatários dão para a nação que lhe dar abrigo.
Parabéns pelo seu contundente poema, MJ.