https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

O dia em que a poesia morrer.

 
Me faltam as palavras, em um mundo de humanidade e razão, me sinto como um poeta morto que não tem seu valor para o novo sistema que surge, cada vez mas voraz, que consome a alma da mas insignificante criatura de Deus, que descarta o próprio criador. A humanidade cega vê apenas aquilo que lhes faz viver, a humanidade surda apenas escuta aquilo que lhes faz bem, a humanidade muda deixa o outro homem falar por você.
Nada mas faz sentido, nada mas tem razão e tudo é uma questão de sobrevivência, estamos indo na direção de um mundo onde ,o conceito de família morrera, o amor sera uma ilusão, a fé um forma de escravizar, e a esperança não passara de uma lembra da historia,tudo terá valor, desde o ar que respira a o pensamento que tem, a poesia morrera, pois neste mundo não existira mas homens que lute pelos seus sonhos , homens que possuam liberdade, pois já não seremos escravos do próprio homem, mas seremos servos da loucura,ambição, ódio, medo, de uma coisa que nem mas homem será.
O dia em que a poesia morrer já saberemos que chegamos neste novo mundo, que une a escravidão,a inexistência,a humanidade desumanizada

 
Autor
Bertassolli
 
Texto
Data
Leituras
489
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.