https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

MIRAGEM EM PROFUSÃO

 
MIRAGEM EM PROFUSÃO


Reles girolas deixaste meu coração devoluto,
A tantos plácitos que jamais poderia olvidar,
Mas hoje vejo minha veleidade em dissoluto,
Ignoto da verdade, em ninguém devo confiar.

Funeral de tristeza em séqüito de comoção,
Na tumba do pretérito deposito meu penar,
Vascas agonizantes, miragem em profusão,
Origem do mal! Por que minha vida ceifar?!

Recitavas amores em exímia orquestração
Com o escopo atroz em se fazer dissimular;
Advento de uma nova roxura, minha gratidão

Ao Sublime Pai um novo amor encontrar.
Tudo que perdi foi por uma fatal ingratidão,
De uma pífia mulher que nunca pude amar.



AQUARELA DE UM SONHO


Aquarela de mulher excêntrica e vaidosa,
Como é estranho este teu lângüido pensar!
Esta cisma persistente e assaz desastrosa,
No meu caminho, jamais deixarei passar!

Satírica maneira que te faz tão escabrosa,
Vendavais...

 
Autor
RivadáviaLeite
 
Texto
Data
Leituras
578
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Paloma Stella
Publicado: 03/12/2007 10:27  Atualizado: 03/12/2007 10:27
Colaborador
Usuário desde: 23/07/2006
Localidade: Barueri - SP
Mensagens: 3515
 Re: MIRAGEM EM PROFUSÃO
Essa miragem toca o coração de quem lê.
Pode se acertar disso.

Um belo e muito bem construído Soneto.

Beijinhos