https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Tristeza : 

Salgueiro Branco...Poetisa Aradia Fortunato

 
Castigado estava o Salgueiro frondoso,
Estava vivo,sem sorrir a sua alma danada
Seus ramos perenes,pentes de Fadas.
Tuas raízes fios de pratas alvas
Do coração das damas verdes.
Teus troncos círios dos anjos,
Fogueira das paixões imortais
consumiram teu ardor em seiva mortal
teu sangue,seiva vinho ambrósia divina,
tua saliva canto dos silfos
Tua dor o grito da terra,
que choras salgueiro branco por ela.
Pobre salgueiro onírico de tanta dor
teus braços já não dançam neste eterno clamor.


Aradia Fortunato.

 
Autor
Fortunataaradia
 
Texto
Data
Leituras
628
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
14 pontos
6
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 11/12/2012 14:20  Atualizado: 11/12/2012 14:20
 Re: Salgueiro Branco...Poetisa Aradia Fortunato
Gostei de ler, muito bom, abraço de luz e paz.


Enviado por Tópico
amandu
Publicado: 11/12/2012 14:36  Atualizado: 11/12/2012 14:36
Colaborador
Usuário desde: 24/03/2008
Localidade: LISBOA
Mensagens: 3651
 Re: Salgueiro Branco...Poetisa Aradia Fortunato
POETISA SEU VER É IMENSO E SUA VIDA PLENA.
UM GRANDE BEIJO PARA SI E BOM DE A LER SEMPRE.


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 11/12/2012 18:01  Atualizado: 11/12/2012 18:01
 Re: Salgueiro Branco...Poetisa Aradia Fortunato
canta salgueiro branco
canta aquela canção
porque já amanhã será verão
canta salgueiro branco
até ficares rouco
e enquanto louco for o vento
me enche de emoção
canta salgueiro branco
encarna este meu alvo coração
seco e reveste-o com teu vicio
e com teu canto
de salgueiro,salgueiro branco
salgueiro

jorge santos