https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

Dos poemas em que me crucifico...

 
Tags:  Labiríntimos    sosonetos  
 
Em poema, este dilema que me espanta,
Quando sofro pelo nada que sobrei,
Mais parece um verso preso na garganta
Iludindo-me o sudário que sangrei.

Em verdade, digo só pela metade
O que parte a parte inteira do meu todo,
Não arrisco devassar a intimidade
Dos nenúfares que nasceram no meu lodo.

Em poema, crucificam-se as palavras,
Na certeza do expurgo intemporal
Só até o dia terso da memória.

Em verdade, só se ressuscitam mágoas...
Mas a crença é sempre páscoa essencial,
Poesia é sobrevida, não é glória!


Teresa Teixeira


 
Autor
Sterea
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1231
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
23 pontos
5
1
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
velhopescador
Publicado: 12/03/2013 15:40  Atualizado: 12/03/2013 15:40
Colaborador
Usuário desde: 01/03/2013
Localidade: Marília-SP Brasil
Mensagens: 1098
 Re: Esta morte, de que sobrevivo...
Meus parabéns.
Maravilhoso, o soneto.

Enviado por Tópico
Norberto Lopes
Publicado: 12/03/2013 16:11  Atualizado: 28/04/2015 12:22
Colaborador
Usuário desde: 15/03/2008
Localidade: Lisboa
Mensagens: 970
 Re: Dos poemas onde me crucifico...
...Tão bonito que emociona! E depois, a gente, até poderia dissertar un pokitin se não fosse o «verso preso na garganta»

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 12/03/2013 21:24  Atualizado: 12/03/2013 21:24
 Re: Dos poemas onde me crucifico...
Boa noite poetisa.
Que delicado e maravilhoso soneto.
Adorei as suas palavras.

Cumprimentos,

Frank_Mike

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 12/03/2013 23:27  Atualizado: 12/03/2013 23:59
 Re: Dos poemas onde me crucifico...
Um belo soneto, e não muito frequente entre nós, se considerarmos o número de sílabas de cada verso.

Gostei.

DM

Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 13/03/2013 01:40  Atualizado: 13/03/2013 01:40
Colaborador
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 17658
 Re: Dos poemas onde me crucifico...
fico como um mortal diante de deuses...
que lindo menina! bjs pra ti