https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

A L í n g u a

 
A L í n g u a

Diz a palavra escrita: “A pena é mais poderosa do que a espada.”
Impacto tem a falada, quando pronunciada, cognominando alguém
As sadias são força para o bem. Mas, as malignas causarão dano.
Mostrarão sem desengano, o poder mágico, que da língua, advêm.

É sábio, o provérbio bíblico que Salomão registrou como um fato.
Capítulo quinze verso quatro: “A calma da língua é árvore de vida...”
Palavras mansas de pessoa sabida, é poder de um espírito forte.
Geram a vida, evitam a morte; refletem o Criador em boa medida.

Conversa vã, por outro lado, é o combustível do ódio e da maldade.
Causa desânimo e gera crítica. Calunia, engana, vexa e prejudica,
Conjunto de males que testifica escândalo, ensino falso, dificuldade

Ame a exatidão e realidade. Encha a mente com coisas edificantes.
Pois, malícias brotadas no coração, a língua transporta e glorifica.
Seja objetivo, autêntico, que do seu coração germinará a verdade!

Maximo Enio da Silva

 
Autor
Maximoeniodasilva
 
Texto
Data
Leituras
347
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.