https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Sempre à procura de resposta

 
Certa vez,
Assomei-me à janela
Para procurar alguns Porquês
E ao abeirar-me dela
Dei com um ramo de Porques:
Porque sim,
Porque não
E até um Porque nim
Encontrei ali caído no chão.
Elucidado...
Mas algo insatisfeito
Com tal resultado,
Fechei a janela de modo escorreito
E voltei-lhe as costas
Em completo despeito.

Isto é sempre igual,
Quase nunca há boas respostas
Quando se procura o essencial.

Valdevinoxis


Nas troikas não há camaradas e da camaradagem não nascem troikas.


 
Autor
Valdevinoxis
 
Texto
Data
Leituras
759
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
3
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 01/12/2006 10:23  Atualizado: 01/12/2006 10:23
 Re: Sempre à procura de resposta
Parece que quanto mais procuramos menos encontramos, sim meu querido poeta eu também ainda não encontrei aquilo que procuro e secalhar está comigo...
jinho
belo, soberbo

Enviado por Tópico
rosamaria
Publicado: 01/12/2006 15:52  Atualizado: 01/12/2006 15:52
Colaborador
Usuário desde: 10/09/2006
Localidade: Mindelo - Vila do Conde
Mensagens: 1015
 Re: Sempre à procura de resposta
olá Valdevinoxis
Quanto mais sei, mais ignorante sou, porque o universo do conhecimento é realmente infinito.Assim os seus porques e porquês, são sinónimo do quanto o esencial é para si importante. Parabéns Poeta. Eu bem lhe disse que já era sua fã!
jinhos
Rosamaria