https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Imenso

 
Imenso é o mar cheio de vida
quando se espreguiça aos meus pés.
O raiar do sol no horizonte
quando se despede do dia.
Imenso é o lagar a fervilhar em desejo
num mosto embriagado de vinho novo.
O silêncio das vozes
que voam desamparadas com o vento.
Imenso é o agasalho do outono
enquanto dói a escrita.
Imenso é o teu beijo
quando me escorre pelo corpo
e acende o luar no céu da minha boca.
Imensas são as folhas de uma gerbera.
 
Autor
Tália
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1096
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
14 pontos
6
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Nanda
Publicado: 29/09/2011 22:51  Atualizado: 29/09/2011 22:51
Colaborador
Usuário desde: 14/08/2007
Localidade: Setúbal
Mensagens: 11186
 Re: Imenso
Tália,
Imenso o teu talento e inspiração.
Beijinho
Nanda


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 29/09/2011 23:09  Atualizado: 29/09/2011 23:09
 Re: Imenso
Imenso é o teu jeito de escrever... parabéns poetisa. beijos


Enviado por Tópico
Valdevinoxis
Publicado: 29/09/2011 23:12  Atualizado: 29/09/2011 23:12
Colaborador
Usuário desde: 27/10/2006
Localidade: Aguiar, Viana do Alentejo
Mensagens: 1997
 Re: Imenso
E eis que no Luso aparecem coisas boas.
Imenso é escrever assim como quem escreve... imenso.

Tal como um vinho de eleição, encorpado, cheio, perfumado e com um sabor que se prolonga muito para além de tocar a língua, assim é este teu texto.

Valdevinoxis