https://www.poetris.com/
 
Prosas Poéticas : 

De volta a ti

 
Tags:  amor    ternura    cumplicidade  
 
Open in new window

Sombras e luzes, contornos suaves do teu ser. Espaço, vazio imenso onde me esperas. Na Noite rasgas o meu céu com a tua silhueta, abres-me o teu mundo com um pedaço de brilho. Alma pura, calor intenso que meu corpo absorve, naquele abraço apertado que o teu corpo me oferece.

Amo-te, assim, na inexistência física de ti, na ausência permanente que me assola. É ar, puro e fresco, que as mãos moldam fazendo-te imaculada em minha frente. És estátua, simples olhar que o vazio preenche. Utopia platónica, singela flor que esparges teu perfume na madrugada fria deste Inverno.

Tocar-te será sempre a miragem de um dia intenso de calor, que meu corpo clamará em cada passo neste deserto da vida. Beber-te, será tão só uma ideia de água fresca que nasce nesse oásis dos teus lábios. Sentir-te o toque da pele será apenas e só, o sonho de saber o gosto de ti na ponta dos meus dedos gélidos.

Mas amar, é muito mais que tudo isso, é a sublime forma de querer ter a tua alma na minha de querer e poder sentir-te em mim em cada segundo, e ter a certeza que amanhã serás completa e inteiramente minha.

 
Autor
Noite
Autor
 
Texto
Data
Leituras
849
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
11 pontos
3
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Junior A.
Publicado: 07/01/2008 12:47  Atualizado: 07/01/2008 12:47
Colaborador
Usuário desde: 22/02/2006
Localidade: Mg
Mensagens: 894
 Re: De volta a ti
D'uma projecção fizeste um doce ensejo...
Confesso que me perdi nas imagens,
Nos momentos rebuscados na memoria,
Momentos que pintaste, e fiz-me meu,
Com uma única certeza ao final,
Fora apenas mais um quadro,
Que na mente, dado ao degosto,
Lendo a ti pintei.

Mui bueno.

Enviado por Tópico
t u r t l e m o o n
Publicado: 01/02/2008 13:36  Atualizado: 01/02/2008 13:36
Super Participativo
Usuário desde: 16/11/2007
Localidade:
Mensagens: 167
 Re: De volta a ti
Fiico emocionada com mais esta leitura...profunda,mágica e poética entrega...Adorei todo o texto, em especial:"Amo-te, assim, na inexistência física de ti, na ausência permanente que me assola. É ar, puro e fresco, que as mãos moldam fazendo-te imaculada em minha frente. És estátua, simples olhar que o vazio preenche. Utopia platónica, singela flor que esparges teu perfume na madrugada fria deste Inverno.

Tocar-te será sempre a miragem de um dia intenso de calor, que meu corpo clamará em cada passo neste deserto da vida. Beber-te, será tão só uma ideia de água fresca que nasce nesse oásis dos teus lábios. Sentir-te o toque da pele será apenas e só, o sonho de saber o gosto de ti na ponta dos meus dedos gélidos.
"Obrigada e bjs