https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

saudade onde me faço cais

 



Sou barca, vogando em maré-cheia
sem destino neste monótono mar…
Barca fantasma sem rumo ou ideia,
que anda à procura sem se encontrar.

Sou barca à deriva num poema lento
olhando fins de tarde buscando certeza
uma saudade imensa e nu o pensamento,
na boca beijos a que ainda estou presa.

Remoto o tempo na distância percorrida
derradeira esperança levo ingenuamente!
Não paro que o tempo me leva de vencida

Navego neste mar… Onde não sou mais
nem onda, ou maré, ou sequer corrente
apenas saudade onde me faço cais…


natalia nuno
rosafogo


Na plenitude da felicidade, cada dia é uma vida inteira.
Johann Wolfgang Von Goethe



 
Autor
rosafogo
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1014
Favoritos
3
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
41 pontos
17
0
3
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 09/03/2014 17:46  Atualizado: 09/03/2014 17:46
 Re: saudade onde me faço cais
*seja qual for o estilo que tu incursionas, sempre tua poesia mostra zelo, sentimento pleno, originalidade.
considero-te POETA, pois alcanças meu interior.
beijoka*


Enviado por Tópico
Barbozza
Publicado: 09/03/2014 18:05  Atualizado: 09/03/2014 18:05
Colaborador
Usuário desde: 24/07/2009
Localidade: Brasil - Alagoas
Mensagens: 1427
 Re: saudade onde me faço cais
o mar sempre nos trazendo boas lembranças, ademais, chega o momento que nem as recordações nos tira a tristeza, abraço amiga.


Enviado por Tópico
Maryjun
Publicado: 09/03/2014 19:38  Atualizado: 09/03/2014 19:38
Membro de honra
Usuário desde: 30/01/2014
Localidade: São Paulo
Mensagens: 6505
 Re: saudade onde me faço cais
Nossa!Quanta maestria.
Um deslumbre seu texto
meu favorito.Parabéns!!

Beijos,

Mary Jun


Enviado por Tópico
sommerville
Publicado: 10/03/2014 00:34  Atualizado: 10/03/2014 18:14
Colaborador
Usuário desde: 21/08/2011
Localidade: Porto, Portugal
Mensagens: 1001
 Re: saudade onde me faço cais / rosafogo
Um soneto onde a ideia central é conduzida com mestria guiando as palavras, como música(que é), em águas dum lirismo exemplar.
Parabéns amiga.
Abraço


Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 10/03/2014 00:48  Atualizado: 10/03/2014 00:48
Colaborador
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 17658
 Re: saudade onde me faço cais
sabes exprimir o que vai nos dedos
quando (estes) passeiam na alma.
felicidade a minha poder ler-te junto.
tão perto de mim vives... beijo da fã


Enviado por Tópico
Betha Mendonça
Publicado: 10/03/2014 01:45  Atualizado: 10/03/2014 01:45
Colaborador
Usuário desde: 01/07/2009
Localidade:
Mensagens: 6741
 Re: saudade onde me faço cais
Querida Natália,
O mar é inspiração
e transpiração poética
para exprimir os mais
diversos pensares e sentires.
Parabéns!
bjs


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 10/03/2014 13:48  Atualizado: 10/03/2014 13:48
 Re: saudade onde me faço cais
Olá Natália

Nesse cais de belo efeito
De rosmaninho p’lo chão
Aromas que sai do preito
Diretamente do coração!

Que dizer mais? Que são muitas as qualidades numa alma só! És como um rio que extravasa sempre as suas margens!

Beijinhos

João


Enviado por Tópico
Branca
Publicado: 10/03/2014 14:51  Atualizado: 10/03/2014 14:51
Colaborador
Usuário desde: 05/05/2009
Localidade: Brasil
Mensagens: 2986
 Re: saudade onde me faço cais
Ler-te é um prazer.
Belíssimo soneto, onde emana teu coração.
bj.
Branca


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 11/03/2014 14:50  Atualizado: 11/03/2014 14:50
 Re: saudade onde me faço cais
Contagiante!

Um belo retrato da nave saudades navegando no mar do passado!




M...