https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

DA TERRA, DO CÉU, DO MAR E DO AMOR - II

 
II


Os pensamentos peregrinam
nas silenciosas vertentes
das serranias,
quando a tarde vai alta,
num balançar de quase noite.

Quando os pássaros escutam
o silvo que se desprende
dum lugar inesperado,
é que eu acordo para saborear
a frescura que antecipa a chegada
da madrugada.



Em 26.Dez.2013


Escrever é uma forma de estar vivo!
Paulo César

 
Autor
PauloCésar
 
Texto
Data
Leituras
859
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
1
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 14/10/2014 13:16  Atualizado: 14/10/2014 13:16
 Re: DA TERRA, DO CÉU, DO MAR E DO AMOR - II
momento de serenidade descrita de forma bonita e despojada de pieguices,altamente paulo césar, gostei.