https://www.poetris.com/
 
Datas Especiais : 

UM SENTIMENTO CHAMADO AMOR - ENTREVISTA

 
Edy Simão - UM SENTIMENTO CHAMADO AMOR
5 de agosto

Boa noite amigos da poesia e do Amor!
Essa é mais uma novidade que estamos trazendo ao Grupo.
Toda semana escolheremos uma pessoa para se entrevistada.
E a primazia coube a minha grande Amiga, uma das administradoras do grupo e grandiosa Poetisa Luiza De Marillac Bessa Luna Michel

Espero que se deliciem com esse bate papo de exímia qualidade.

Entrevistas do Grupo Poético:
Um Sentimento Chamado Amor

Entrevista com a Poetisa e uma das administradoras do Grupo Poético: Um Sentimento chamado Amor, Luiza De Marillac Bessa Luna Michel

Questionário de perguntas elaborado pela também administradora do Grupo Poético: Um Sentimento chamado Amor: Sheila Sheila

1) Quando foi que a poesia entrou na sua vida?

Escrevi meu primeiro poema aos oito anos de idade, daí por diante jamais parei.

2) Onde busca sua inspiração? Escreve sempre?

Inspiração é algo momentâneo, pode vir duma música, dum gesto alheio, duma leitura, de um céu estrelado, da Lua, do meu filho amado, de um poeta que admiro, de uma paixão, de um instante que se consagra no amor...

3) Qual qualidade considera fundamental num escritor?

Considero fundamental num escritor o sentimento mesclado a uma boa leitura todos os dias, e um dicionário da língua portuguesa. Também aprecio a humildade e o senso de coleguismo entre todos os poetas que convivem. Para se escrever é preciso estar conectado com algo de bom ou com uma fronteira poética de livre arbítrio, onde encontramos todo tipo de escrita. A arte de escrever é uma resposta que vem da ciência mental aliada ao coração e aos conhecimentos da vida, principalmente. Claro que se apegar à literatura variada ajuda o poeta a escrever e se aperfeiçoar cada vez mais

4) O que é poesia para você?

Poesia é um gênero literário, caracterizado pela disposição dos versos ou prosa, de forma harmoniosa. Nem todos o fazem assim, e não deixa de ser poesia por isto. Mas, conceitualmente, poesia é uma manifestação de forma abstrata de tudo aquilo que comove , sensibiliza e desperta sentimentos. É uma arte que só acrescenta o sublime da vida.
Existem determinados elementos formais que caracterizam um texto poético como – por exemplo – o ritmo, os versos e as estrofes - e que definem a métrica de uma poesia. É esta a tradição dos grandes poetas. Escrever é respirar amor...
Escrever é respirar amor!

5) Você acha que o mercado editorial dá aos poetas a devida atenção que merecem?

Absolutamente que não, os poetas precisam se lançar ao mercado literário com recursos próprios, a não ser que tenham um amigo editor, ou seja indicado por um outro grande escritor, e a editora precisa gostar da obra para publicar ou convidar alguém para tal. No Brasil, tudo é mais complicado, pois, na Europa, já existem recursos governamentais que implantam para os artistas se desenvolverem. Prova disto, é o apoio que os ginastas ganham, para ir à Olimpíadas e jogos mundiais. Aqui, tudo gera despesa para o indivíduo, depois, se tiver muita divulgação, ainda pode ser que o poeta tenha algum retorno financeiro e consideração no mercado poético. Autores relevantes, como Vinicius de Mores, encontram-se atualmente nos sebos da cidade, Ligia Fagundes Telles, Clarice Lispector e outros internacionais são vendidos a preços relevantes. Mas, não podemos perder as esperanças, é preciso procurar editoras de portes menores, onde há aglutinação de grandes artistas e poetas considerados pelo mercado, quando das bienais do livro, aqui em São Paulo, em Parati e outras cidades afins...

6) Na sua opinião o que é que poderia ser feito, se é que poderia, para mais pessoas se interessarem pela literatura?

Seria necessário haver um direcionamento melhor do governo, quando feito para as escolas o conteúdo escolar da língua portuguesa e da literatura brasileira e portuguesa, desde o nível básico. As escolas poderiam gerar edições de livros gratuitos de autores nacionais para as escolas estaduais, fornecendo-os gratuitamente e gerando leitura diária nas escolas, com saraus e recitais poéticos para os alunos serem avaliados, perante o uso da palavra ESCREVER CORRETAMENTE!

7) Por favor, cite dois ou três poetas que você considera bons.

Conheço muitos poetas maravilhosos que não são considerados profissionais. Mas, aqui farei citação de outros, para não ferir a poética de nenhum amigo, que porventura, pudesse ficar omisso na indicação. Amo ler Oscar Wilde, William Shakespeare, Fernando Pessoa, Cecília Meireles e Jorge Luiz Borges, argentino. Mas, veja, não os prefiro, apenas, os citei, a título de responder a citação. Aqui, no grupo, temos poetas maravilhosos, que poderiam estar no prelo, para publicarem seus livros - a exemplo de apenas um - Edy Simão. Que me desculpem todos os outros,que também o mereceriam, mas, fica aqui minha admiração por todos vocês....

8) Por favor, cite uma obra poética que a marcou.

Um livro em especial de Gabriel Garcia Marquez, chamado "Entre Amigos", "Desassossego" de Fernando Pessoa, A Paixão segundo GH, de Clarice Lispector. "Dom Quixote", de Miguel de Cervantes. "Grande Sertão Veredas", de Guimarães Rosa. De todos, o que mais me marcou foi Hamlet, de Shakespeare e outros vários...

9) Um estilo musical e um cantor

Um cantor - Sarah Brightman, Elton John, Beatles. Estilo musical: Jazz e MPB, pagode , nunca, risos...

10) Uma viajem?

Inglaterra e Veneza, Argentina também é divina e lembra bastante a Europa. Os europeus são um pouco reservados, mas, muito educados e cultos.

11) Um momento?

Nascimento do meu filho com minha mãe segurando minha mão e eu recitando um poema assim que meu filho saiu de meu ventre, "O instante que vivo daquilo que faço é o instante náufrago em que me enlaço. O instante que se foi daquilo que ainda penso fazer é o instante da doce tortura em que vejo meu sonho crescer. Ms, o instante último de meus pensamentos, é o momento em que vejo toda minha vida renascer... (LMBLM)

12)Se a Luiza fosse um poema, qual seria?

Seria este aqui, sem pretensão, apenas porque acho que combina com alguns momentos da minha vida:
Tabacaria
(Fernando Pessoa)
Não sou nada. Nunca serei nada. Não posso querer ser nada. À parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo. Janelas do meu quarto, Do meu quarto de um dos milhões do mundo. que ninguém sabe quem é ( E se soubessem quem é, o que saberiam?), Dais para o mistério de uma rua cruzada constantemente por gente, Para uma rua inacessível a todos os pensamentos, Real, impossivelmente real, certa, desconhecidamente certa, Com o mistério das coisas por baixo das pedras e dos seres, Com a morte a por umidade nas paredes e cabelos brancos nos homens, Com o Destino a conduzir a carroça de tudo pela estrada de nada. Estou hoje vencido, como se soubesse a verdade. Estou hoje lúcido, como se estivesse para morrer, E não tivesse mais irmandade com as coisas Senão uma despedida, tornando-se esta casa e este lado da rua A fileira de carruagens de um comboio, e uma partida apitada De dentro da minha cabeça, E uma sacudidela dos meus nervos e um ranger de ossos na ida. Estou hoje perplexo, como quem pensou e achou e esqueceu. Estou hoje dividido entre a lealdade que devo À Tabacaria do outro lado da rua, como coisa real por fora, E à sensação de que tudo é sonho, como coisa real por dentro. Falhei em tudo. Como não fiz propósito nenhum, talvez tudo fosse nada. A aprendizagem que me deram, Desci dela pela janela das traseiras da casa.

13) Sua opinião e expectativa quanto ao grupo U.S.C.A

Este grupo é para mim um aprendizado de humildade, consideração, amizade, presenças marcantes. Poetas e amigos inesquecíveis. Um momento especial, foi quando o AMIGO E FUNDADOR DO GRUPO EDY SIMÃO, chamou-me para ser um dos administradores, onde percebi, que nada sei sobre poesia... Amo-a apenas e minha paixão pelas letras me faz cegar todos os outros conhecimentos... Uma expectativa, aliar quantidade à qualidade de permanência poética e a saudável união entre os membros, mesmo os que não publicam. Mas, o grupo vai muito bem, é dinâmico, traz arte moderna em poesia, e divulga os trabalhos humilde de cada um de nós... Parabéns Edy Simão, Jhordany... Sheila Sheila... Paty... Roseli ... Sandra Ornellas - pela brava e singela postura que atrai tanto público às leituras e postagens . Registro aqui meu mais profundo agradecimento a vocês, que me escolheram para esta maravilhosa entrevista, onde apenas respondi com sinceridade e ombridade - amo o grupo UM SENTIMENTO CHAMADO AMOR!!!!!!!
Luiza De Marillac Bessa Lu


Luiza De Marillac Bessa Luna Michel

 
Autor
Lumarillac
 
Texto
Data
Leituras
1239
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 27/08/2014 19:03  Atualizado: 27/08/2014 19:03
 Re: UM SENTIMENTO CHAMADO AMOR - ENTREVISTA
olá, grandiosa e exímia Poetisa Luiza De Marillac Bessa Luna Michel

com relação à pergunta 6, creio que a resposta correta é: construir uma máquina do tempo e levar as crianças para serem educadas numa época em que literatura ainda era relevante

abs

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 28/10/2014 14:15  Atualizado: 28/10/2014 14:15
 Re: UM SENTIMENTO CHAMADO AMOR - ENTREVISTA
que bacana sua entrevista luiza,realmente curti muito ler com muita atenção e saber um pouco de vc,obrigado pela generosidade de suas palavras, bastante diretas e sensíveis.parabéns,q seja sempre iluminado seu caminho.bjs