https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Antes e depois

 
Paredes impávidas e... metralhadas,
Que recostam as pequenas camas,
Antes tão docemente alvas
Agora tão amargamente encarnadas.
Meninos sangrados até à morte
Por exímios gumes...
Rápidos e exímios gumes
Habilmente manejados,
Gozadamente usados.
Quatro paredes metralhadas,
Antes sagradamente protegidas
E até então, só pela serenidade tocadas...
Agora agredidas
Pelos gritos lancinantes
De um sofrimento copioso.
Pequenas camas recostadas,
Antes tão perfeitas e cuidadas
Por candidas meninas
Que agora sobre elas jazem,
Ensopando-as com o seu sangue...
Limpo e vermelho.

Entre aquelas quatro paredes,
Sobre aquelas camas recostadas,
Crescia uma virgindade cultivada...
Inocente e quase santa.

Valdevinoxis


Nas troikas não há camaradas e da camaradagem não nascem troikas.


 
Autor
Valdevinoxis
 
Texto
Data
Leituras
674
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Paloma Stella
Publicado: 15/12/2006 17:41  Atualizado: 15/12/2006 17:41
Colaborador
Usuário desde: 23/07/2006
Localidade: Barueri - SP
Mensagens: 3514
 Re: Antes e depois
UaU!!!!!
Nao tenho nem palavras...
Adorei Muito.. e esta Magnífico...

beijinhos

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 16/12/2006 01:05  Atualizado: 16/12/2006 01:05
 Re: Antes e depois
Um maximo sem duvida...Adorei do principio ao fim...

Bjos poeta