https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Infantis : 

Orixá

 
Meu amor és um docinho
Tens cara de chocolate
Apetece-me dar-te um beijinho,
Mas ainda vou lambuzar-te!

Tens uns olhos tão alegres
Pestanas de borboletas,
Se têm areia não esfregues
Teus olhos são duas letras:

Um tem um “a” de amizade.
O outro um “a” de amor.
Brinca e salta em liberdade
Não queiras saber da dor.

São os dois tão redondinhos,
Brincalhões e sonhadores,
Curiosos e escurinhos,
Meigos e inspiradores.

A negrinha que te segue
Traz um lenço de aguarela,
A rosa branca que o negue
Nos búzios à luz da vela.

Na vida que amargurarem,
Não importa, nem a cor!
Só importa o que olharem
Num piscar esclarecedor.



Cristina Pinheiro Moita /Mim/

 
Autor
mim
Autor
 
Texto
Data
Leituras
630
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
13 pontos
1
2
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 27/01/2015 10:16  Atualizado: 27/01/2015 10:16
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29303
 Re: Orixá
Um poema deoce onde as palavras se transforma nessa linda e maravilhosa inspiração.

belo, poema