https://www.poetris.com/
 
Textos : 

Ignorâncias

 
Ignorâncias
 
Trazia uma vida inteira a pingar-lhe dos olhos. Na memória, agruras e pobrezas (tantas) que as pedras não dizem. Embrulhada na capucha negra, enxotava o frio que lhe abocanhava os ossos. Mirava ao longe a terra de onde nunca saiu, cheia de estórias de misérias de tempos idos que ninguém ouviu... Agora, que importância terá isso, se a beleza é tudo o que mais importa! Imagens a correr o mundo, a trazer autocarros cheios de gente com máquinas fotográficas e que se debulha em deslumbramentos, como se não houvesse existido passado algum e aquilo tudo já tivesse nascido assim.


*... vivo na renovação dos sentidos, junto da antiguidade das lembranças, em frente das emoções...»

Impulsos

coisa pouca

 
Autor
cleo
Autor
 
Texto
Data
Leituras
715
Favoritos
3
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
37 pontos
3
5
3
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
kripy
Publicado: 30/03/2015 13:16  Atualizado: 30/03/2015 13:16
Colaborador
Usuário desde: 26/05/2010
Localidade:
Mensagens: 2866
 Re: Ignorâncias
adorei seu poema Cleo,por retratar a vida tal como ela é,um beijinho,kripy.

Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 31/03/2015 06:48  Atualizado: 31/03/2015 06:49
Colaborador
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 17656
 Re: Ignorâncias
ah menina! de onde colhe tantos perfumes?!
obrigada. bjs

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 15/04/2015 12:28  Atualizado: 15/04/2015 12:28
 Re: Ignorâncias
uma das aldeias da minha memória