https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Desilusão : 

Sem palavras

 
Open in new window

As palavras maternas são como chuva

ácida que danificam o que tenho de

mais belo, são como o perfumado fruto

conhecido como Abricó de Macaco que

pesam, mas só servem como

ornamento.


Ah! Quem me dera se houvesse por

um instante, alguma intenção de

agradar, acolher, apoiar, mas não,

suas palavras são infestadas de

enxofre, desmancham sorrisos,

amedrontam só me entristecem.


Creio que qualquer estranho seria

capaz de, em poucas palavras, fazer

brotar um sorriso, aquecer meu

coração, transmitir ternura em um

aperto de mão, através de um abraço

ou espontâneo sorriso!


Janna



 
Autor
Jmattos
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1060
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
58 pontos
26
8
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Ro_
Publicado: 26/05/2015 15:44  Atualizado: 26/05/2015 15:44
Colaborador
Usuário desde: 25/09/2009
Localidade: Brasil
Mensagens: 3985
 Re: Sem palavras
Que triste, Janna...
Um beijinho!


*-*


Enviado por Tópico
Upanhaca
Publicado: 26/05/2015 16:10  Atualizado: 26/05/2015 16:11
Colaborador
Usuário desde: 20/01/2015
Localidade: Sol Poente
Mensagens: 7559
 Re: Sem palavras
Há boas e más palavras; as boas adoçam corações e as más ungem-nos de pimenta que adia sorrisos que teimam em aflorar dos inocentes lábios.

Belo poema, adorei.
Abraço!
upanhaca


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 26/05/2015 17:16  Atualizado: 26/05/2015 17:16
 Re: Sem palavras
E que venham palavras sinceras e carinhosas para confortar um coração sentimental e carente pelas mesmas.

Gostei imenso Janna.
bj


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 26/05/2015 20:52  Atualizado: 26/05/2015 20:52
 Re: Sem palavras
As palavras aquecem...
As palavras ferem...
As palavras nem sempre são sinceras.



Que a ternura do amor invada teu coração, Janna.
Sei bem o que sente, já cruzei esta ponte.


Forte abraço, amiga


Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 26/05/2015 20:57  Atualizado: 26/05/2015 20:57
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29919
Online!
 Re: Sem palavras
Uma sensualidade de poema que nos aquece

O abraço é aquele gesto puro que cobre nosso corpos de uma ternura que desperta as nossas almas, transmitindo para o nosso corpo, aquele carinho acolhedor. É aquele momento de expressão que os sentimentos se conecta de uma maneira carinhosa, em um nível saudável e íntimo com o outro.


Sem palavras


Enviado por Tópico
karolis.br@sapo.pt
Publicado: 26/05/2015 21:44  Atualizado: 26/05/2015 21:44
Da casa!
Usuário desde: 17/04/2010
Localidade: Cascais. Portugal.
Mensagens: 368
 Re: Sem palavras
Esse poema é super dramático e, por essa razão, faz pensar profunda e seriamente. É um quadro real na vida de muita gente neste Planeta que só é azul para alguns, sendo negro para muitos outros.

Parabéns pelo tema tão intenso e preocupante!


Carlos Karolis
Beijos


Enviado por Tópico
BeatrizTrevisani
Publicado: 27/05/2015 01:31  Atualizado: 27/05/2015 01:31
Colaborador
Usuário desde: 09/06/2012
Localidade: Fortaleza-ce
Mensagens: 1480
 Re: Sem palavras
Tem palavras quede fato são corrosivas pela forma que são ditas .

Muito bem expressado, gostei muito Janna.

Parabéns !

Um grande beijo!


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 27/05/2015 21:31  Atualizado: 27/05/2015 21:31
 Re: Sem palavras
Serei também eu, entre tantos outros e particularmente, no seu caso, uma vítima do "sistema". Quem dera que este ciclo se invertesse no coração das pessoas que mais nos deviam amar.

Carregado de dor e muito sofrimento, pude, também eu, sentir em meu peito, essa raiva atroz, que nos devora intensamente e destrói as nossas entranhas.

Ainda bem, que existem pessoas que nos amam. Será esta uma forma de minimizar o problema, se é que existe, alguma forma de o contornar.

Desejo que em sua vida, estes sentimentos maravilhosos; o carinho, a ternura e o amor, sejam as pedras da calçada a pisar, para que, de calor, toda a sua vida, possa ser revestida; transbordar de imensa felicidade.

Com a ternura possível do momento, um poeta amigo, que se cruza, em seu caminho. Fernando


Enviado por Tópico
Catópode
Publicado: 28/05/2015 01:25  Atualizado: 28/05/2015 01:25
Muito Participativo
Usuário desde: 12/02/2015
Localidade:
Mensagens: 52
 Re: Sem palavras
Uma óptima reflexão sobre as palavras …!
Parabéns.

Acho que por vezes, estamos dias, meses, neste dilúvio de vocábulos cheios de silêncios tão densos de nada, que nos afogamos sem ver o azul de um gesto…

Em vez de pressionar as letras plásticas, vive acompanhada de gente que te ama …

E se és muito amiga da solidão, procura conhecer todos os amigos dela … e terás uma multidão, que te compreende …

Mas por favor, não deixes de escrever, de ser tu neste espaço … és como uma luz que nos ensina a brilhar, sorrindo … através da tua amizade generosa …usando as palavras sinceras como abraços …

Um beijinho no teu coração e obrigado.


Enviado por Tópico
MarySSantos
Publicado: 29/05/2015 15:08  Atualizado: 29/05/2015 15:08
Luso de Ouro
Usuário desde: 06/06/2012
Localidade: Macapá/Amapá - Brasil
Mensagens: 5477
 Re: Sem palavras
refletindo aqui no seus versos, Janna. forte, intenso, reivindicatório, com uma personalidade que muito admiro.

beijitos


Enviado por Tópico
Migueljaco
Publicado: 30/05/2015 12:16  Atualizado: 30/05/2015 12:16
Colaborador
Usuário desde: 23/06/2011
Localidade: Taubaté SP
Mensagens: 10240
 Re: Sem palavras
Bom dia Janna, por vezes os nossos pais nos aprecem mais um inimigo, do que o nosso guardião, parabéns pelos incisivos versos, um abraço, MJ.


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 02/06/2015 10:36  Atualizado: 02/06/2015 10:36
 Re: Sem palavras
Soberbo, esplêndido, estupendo!


Enviado por Tópico
Eureka
Publicado: 06/06/2015 08:51  Atualizado: 06/06/2015 08:51
Colaborador
Usuário desde: 01/10/2011
Localidade: Lisboa
Mensagens: 4302
 Re: Sem palavras
Olá Janna,

Uma partilha amarga, mas necessária, e muito bem conseguida.
Um apelo gritante por uma mudança de actitude de quem esperarias tudo o que te faria feliz.

Parabéns Janna, é um bom poema.

Te envio umas brasinhas marotas para aquecer o teu coração e a te fazer cócegas para que sorrias.

Abraço-te ternamente Janna

Eureka