https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

… subitâneo (26 de novembro de 2015 02:45)

 
;;;;;;;;;;;
;;;;;;
;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;
;
;
;
;
;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;
;;;;;;;;;;;;;;;;;
;;;;;;;;;;;;;;;;;;
;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;
;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;
;;;;;;;;;;
;;;;
;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;
;;;;;;;;;;;;;;;;;;
;;;;;;;;;;;;
_____________________
______________

…fico

I

os dias conhecidos esperam
tempos infinitos
pelo tremular do mar

ali
então
escorregam
ocasos


ásperos e salgados

II

dei-te a solidão da espera


o corpo que se cobre
sem a partilha
do próprio rastro

já vazio

subitâneo
intenso


III

cicatrizam as mãos que antes sangravam
ninguém sabia o estranho cheiro
… único grito

do papel arroz

ninguém




(reintroduzindo F.Duarte – Ricardo Pocinho)


"Forfante de incha e de maninconia,
gualdido parafusa testaçudo.
Mas trefo e sengo nos vindima tudo
focinho rechaçando e galasia.
Anadiómena Afrodite? Não:"

("Afrodite? Não" Jorge de Sena)

 
Autor
F.Duarte
Autor
 
Texto
Data
Leituras
657
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
2
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 26/11/2015 14:38  Atualizado: 26/11/2015 14:38
 Re: … subitâneo (26 de novembro de 2015 02:45)
Sempre belos e instigantes seus versos... é um prazer ler sua excelente poesia... a fruição é imediata... grata!

Um abraço,


Alice

Enviado por Tópico
Betha Mendonça
Publicado: 26/11/2015 22:33  Atualizado: 26/11/2015 22:33
Colaborador
Usuário desde: 01/07/2009
Localidade:
Mensagens: 6741
 Re: … subitâneo (26 de novembro de 2015 02:45)
Impossível não apreciar
e no vai e vem dos versos
mergulhar nesse poe_mar

:))