https://www.poetris.com/
 
Textos : 

Céu e Inferno

 


Nos traços rápidos do meu escrever, procuro esclarecer as razões do êxtase ou do sofrer.
O estado da alma, quando ela transborda de amor, é de uma satisfação nunca antes vista, chamamos de paraíso, e a ausência deste levando o sofrimento, angústia e tristeza, o inverso, ou seja, o inferno.
Sabe-se bem que estes estados de alma, como a iluminação e o obscurantismo, são entendidos como o celeste estado há alcançar um dia.
Temos uma visão de momentos vividos na nossa existência, e isto se difere do nome que encabeça o texto, pois estes não são eternos, enquanto os outros o são!
Como alcança-los? Qual a forma de adquiri-los? É sobre o caminho a seguir que se explicam as religiões.
Na verdade a ideia de bem e de mal, da salvação e da perdição é mais antiga do que a religião, esta é a forma que cada um encontrou para alcançar a iluminação!
Cabe a um momento, conforme a história da pessoa, a escolha da luz ou da escuridão, o caminho da salvação ou da perdição, e toda uma vida para trilhá-lo e encontrar na morte a solução.
A solução final de cada um, como a escolha e o caminhar, não convém criticar ou julgar, apenas ver o tempo passar, e à vida um dia ensinar!



Leia mais: http://www.titolaraya.com/news/ceu-e-inferno/


 
Autor
Tito-Mellão-Laraya
 
Texto
Data
Leituras
285
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
10 pontos
0
1
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.