https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

força do hábito

 
Tags:  rebobinado  
 
***********************
***********************
***********************
***********************

me desliguei da vida feito um ser ilógico
eu pus nos pés a terra num passe de mágica
e morri feito amante que se entrega ao hábito

em sonho vi nos anjos um anseio fálico
mas despertei a tempo de louvar em cântico
e a voz foi de repente parecendo explícita

errando pelo claustro vinham freiras bêbadas
de vinho e de alegria por voltar do hospício
onde encontraram deus em sua santa cólera

temi que me ouvissem e num horror estúpido
mantive a porta aberta pra enganar o gênese
e entreguei o ventre aos meus apelos mímicos

foi tudo calculado com cara de máquina
trinquei dentes num gosto que supus ser pólvora
e à voz dos anjos virgens explodi em música

_____________________________
vulgarmente inspirado na música
"construção", de chico buarque.


alguns anos de solidão - blogue

"ah, meu deus do céu, vá ser sério assim no inferno!"
- Tom Zé


 
Autor
Caio
Autor
 
Texto
Data
Leituras
858
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
5 pontos
3
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 30/09/2016 12:03  Atualizado: 30/09/2016 12:03
 Re: força do hábito
Caio,

Bonito demais o que escreveu!

Meus comentários são isentos de críticas literárias, pois não tenho essa maestria ao comentar.

Apenas gosto e ponto! É o suficiente!

E eu gostei muito!

Um abraço Caio,

Anggela


Enviado por Tópico
RoqueSilveira
Publicado: 01/10/2016 21:09  Atualizado: 01/10/2016 21:09
Colaborador
Usuário desde: 31/03/2008
Localidade: Braga
Mensagens: 8204
 Re: força do hábito
a evasão é uma boa opção. gostei Caio.