https://www.poetris.com/
Poemas : 

Poesia... meu consumo!

 
Tags:  poesia  
 
Venho de longe
Do berço, do peito, do sonho,
De tempo risonho
Que da luta a rudez esconde.

Cheguei há horas
Em bicas, sem ar, sem demora,
Correndo por fora,
Transformando em galhos as toras.

Trouxe comigo
Resíduos, amigos, amores,
Eminentes atores.
No cultuar das raízes prossigo.

Sigo meu rumo.
Sorrindo, voando, vou indo,
Aos poucos subindo.
O embevecer da poesia meu consumo.

 
Autor
Manito
Autor
 
Texto
Data
Leituras
136
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
6 pontos
2
2
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Rogério Beça
Publicado: 24/07/2017 21:55  Atualizado: 24/07/2017 21:55
Colaborador
Usuário desde: 06/11/2007
Localidade:
Mensagens: 1593
 Re: Poesia... meu consumo!
Acho que a poesia é que nos consome.
E deixa, assim, um pouco à toa. Umas vezes insatisteitos, outras à beira do extase.
Gostei.
Vai consumindo poesia.
Ela alimenta o espírito e o ego.

Abraço

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 01/08/2017 12:46  Atualizado: 01/08/2017 12:46
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29264
 Re: Poesia... meu consumo!
Uma linda poesia consumida pelos nossos olhos que a sentem profundamente, poema belo