https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

Reverência ao Mestre

 
Tags:  letras    saber    ciencia    mestre  
 
Na magia da infância pelas sendas do saber
Um ser mais que encantado em presença abrasante
Tem no olhar atento e quente, sol daquele amanhecer,
Ádito de certezas a nutrir o amor infante.

Arauto que mil vezes verte verbos sem deter
Nos enredos que a vida determina em cada instante
Ceifando terra virgem, flor botão põe-se a colher,
Tem o Mestre a sua frente missão nobre e relevante:

Impregnar no palato dos futuros neo-doutores
Inaugural sabor do transitório e do infinito
Nas letras, nas ciências, na historia e nas artes

Sacerdócio ingente, supre ócio, esquece amores
Abraçando seu claustro (o ensino) oh ser bendito!
Forjam, sim, o porvir, em ouro e mel, tais baluartes.


 
Autor
Manito
Autor
 
Texto
Data
Leituras
217
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
João Marino Delize
Publicado: 16/10/2017 18:49  Atualizado: 16/10/2017 18:51
Colaborador
Usuário desde: 29/01/2008
Localidade: Maringá-
Mensagens: 2740
 Re: Reverência ao Mestre
Esse nosso país só terá melhor futuro quando o ensino for melhor, quando o povo priorizar o aprender e deixar de pensar que as coisas boas cairão do céu e viver agarrados em crendices que não levam a lugar nenhum. E também quando a maioria não for mais analfabeta política.

Gostei muito desse soneto.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 22/10/2017 23:20  Atualizado: 22/10/2017 23:20
 Re: Reverência ao Mestre
*um soneto irrepreensível.
PARABÉNS
Beijoka*