https://www.poetris.com/
Sonetos : 

Nada

 
Tags:  rimas    escrita    assuntos  
 
Open in new window

Nada

Esse poema que a todos dedico
É muito simples e fácil de se ler
Em suas rimas que eu simplifico
Bem poucas coisas tenho a dizer

Quatorze linhas que escrevo agora
Não dizem nada pra engrandecer
Não são alegres, porém embora
Nem irão servir para entristecer

É um soneto que nada acrescenta
E desta passagem nada lamenta
Também o futuro não vai prever

A pessoa que ler e não achar nada
Não deve ficar triste nem abalada
Estou sem assunto pra escrever.

jmd/Maringá, 03.09.17




verde

 
Autor
João Marino Delize
 
Texto
Data
Leituras
65
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
1
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 07/09/2017 19:44  Atualizado: 07/09/2017 19:44
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 27966
Online!
 Re: Nada
Muitas vezes do nada vem aquele tudo que se completam plenamente, como esse belo poema, maravilha