https://www.poetris.com/
Poemas -> Reflexão : 

Inaptidões

 
Frequentemente penso em
Tudo e em nada, sem tempo.
Deus, eu juro que tento!
Mas a espera é angustiante.
Sonhos se tornam uma utopia,
Com uma esperança torturante.
Dicotomias entorpecem tudo,
Me entorpecem e tiram o foco.
Filosofias distantes... não noto
A singela diferença norteante.
Falácias impelem minha sina,
Eterna ideologia atacante.
Inaptidões ingerem a alma,
Impossível rebelião calma...
Onde estará minha conciência?
Radiações apontam o caminho,
Estarei andando aqui sozinho?
Adestrar a inabalável opinião,
Não encontrada no coração.
Conjutivites em conjuntos,
Não olharei nos meus olhos.
Tangenciar todos os assuntos,
Ignorar a minha ignorância e
Concordar com a minha discordância!


Rafael Carneiro


 
Autor
Rafaelcarma
 
Texto
Data
Leituras
192
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
6 pontos
4
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Semente
Publicado: 16/09/2017 13:56  Atualizado: 16/09/2017 13:56
Colaborador
Usuário desde: 29/08/2009
Localidade: Ribeirão Preto SP Brasil
Mensagens: 8696
 Re: Inaptidões/ Para Rafael
Olá Rafael!

Vive-se num mundo em que muitas vezes dá vontade de mandar às favas uma arquitetura mental, especialista em forjar cabrestos e tenta reter nossas mais caras e belas vocações.
Que possamos conviver pacificamente com nossas concordâncias e discordâncias, das quais somos feitos.

Bravos Rafael, gostei muito desse poema da alma!
Bjos


Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 25/09/2017 18:32  Atualizado: 25/09/2017 18:32
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29228
 Re: Inaptidões
Muitas vezes as discordância é a plenitude para encontrar a plena solução dos momentos vividos