https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Tristeza : 

Desculpe, Menina

 
Tags:  reflexão    rimas    perdão    Juvenis  
 
Desculpe, Menina
 
Às vezes eu decido, e depois fico entristecido
Ontem eu sofri por conta disso
Estava crente que estava tomando a decisão certa,
Mas, horas depois, eu percebi que fora uma tola promessa
Eu estou percebendo que, não importa a minha escolha,
Sempre serei julgado pelas pessoas
Já esqueci a contagem de tentativas
Já não me lembro onde fiz a curva indevida,
Para chegar aqui, com tantas intrigas
Meus ouvidos já não aguentam mais as brigas
Meus olhos veem apenas déjà vu
Eu quero apenas sumir.

Estes meses passados, eu estava desmotivado
Até mesmo tentei escrever algo romantizado,
Porém, falhei, e o terminei totalmente esfarrapado
Agora estou novamente abalado, incomodado
Não sentirei falta se não houver o próximo feriado,
Nem mesmo se ele vier atrasado
Há quem diga que estou sendo "testado", digo "claro".

Uma mulher que ressurgiu das sombras
Não importa quantas vezes eu mude as trancas,
Ela irá me envolver, como sempre fez
E hoje não foi diferente, caí no truque dela mais uma vez
Agora me sinto um lixo por ter ignorado ela
Pedi ao meu amigo para que a enviasse minhas desculpas sinceras
Eu não tenho qualidades, ao menos não visíveis
Por conta disso, só vejo meus defeitos, são explícitos
Começo a criar um medo do futuro sozinho,
Pois se hoje eu sempre estou sozinho,
O que será de mim no próximo domingo?

Eu pensei que estava certo
Eu pensei que negar voz fosse o ato mais esperto
Mas novamente a vida me socou ferozmente
Após alguns pensamentos, pensei em visitá-la
Mesmo que o pai dela não "vá com a minha cara"
Porém eu sei que não seria bem recebido, e faz sentido
Estou escrevendo aqui, mas com a mente em outro nível
Só espero que ela não esteja correndo perigo
Sou idiota, sei bem disso, mas não vou mudar,
Já tentei inúmeras vezes isso.

Eu não sei o que ela tem que me deixa preocupado
Eu não sei o que ela tem que não me deixa concentrado
Talvez seja verdade, talvez eu esteja enfeitiçado,
Mas pelo que exatamente?
É bem capaz dela ter controle da minha mente
Agora estou me sentindo culpado por tê-la ignorado
Parabéns, garota, agora voltei a ser atormentado
Pensei que eu estava bem, que já tinha superado
Obviamente estava enganado.

Me desculpa por ter sido rude
Eu não sou assim, me escute,
Aquele não era eu
Sei que o problema não é seu
Queria ter te abraçado, perguntar se está bem
Mas, sentimentos de dor simplesmente me tornaram outro alguém
Lamento profundamente, mesmo que não vá saber
Gostaria de ter coragem para lhe dar essa folha,
Mas, mesmo que o fizesse, tenho medo de não me entender
Então a única opção aparente é me esconder na moita
Me desculpe mesmo, sei que meu arrependimento irá prevalecer

 
Autor
AteopPensador
 
Texto
Data
Leituras
236
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.