https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

(arco-íris)

 
Fala-me do tempo.

não daquele que já perdemos,
porque já nos encontramos -
e o que vier é a vida inteira
e o que não vier que fique
onde nós estamos.

fala-me do tempo que o dia faz,
das voltas de vento,
dos novelos de nuvens que a manhã desfaz,
dos dedos de sol que à tarde me iludem
brasas em flor viva
ondulando o rio.

fala-me de agora.
fala-me do frio
bailando na chuva como abelha mansa.
fala, por favor, que calar assim,
esquecidamente,
já me aflige e cansa.

fala-me de amor,
mesmo se amor é pura desrima
da palavra instante.

mente, por favor,
diz-me que o tempo que ainda temos
não é de silêncio
-
é de chuva fina
e sol trespassante.

T.T


Teresa Teixeira


 
Autor
Sterea
Autor
 
Texto
Data
Leituras
2282
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Migueljaco
Publicado: 08/02/2018 16:32  Atualizado: 08/02/2018 16:32
Colaborador
Usuário desde: 23/06/2011
Localidade: Taubaté SP
Mensagens: 9361
 Re: (arco-íris)
Boa tarde Teresa, a tua personagem alimenta as esperanças de que um amor intenso como foi o dela não pode ter morrido por completo, há de ter uma fonte para reacender as chamas destas saudades vivas que habitam o seu ser, parabéns pelo vosso envolvente poema, um abraço, MJ.