https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Reflexão : 

SILÊNCIOS.

 
[color=000000][size=x-small]
Open in new window


são muitas as saudades,
deixa alma nua, desnuda
como agulhas que furam
arestas em tecidos.

ferem a carne,
e jogam ão chão
são como mantas
de velhas mágoas.

ão fim do dia,
como um rolo de linhas
recolho os fiapos.

chega a noite,
companheira de paz
do silêncio fugaz.

__o silêncio que me apraz,
deixando-me o sentimento
de uma certa paz.

onde vejo pela janela,
o manto brilhoso da noite
que tanto gosto,amo.

22.03.218


 
Autor
lsterreza
Autor
 
Texto
Data
Leituras
211
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
12 pontos
2
1
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Ro_
Publicado: 23/03/2018 13:14  Atualizado: 23/03/2018 13:14
Colaborador
Usuário desde: 25/09/2009
Localidade: Brasil
Mensagens: 3962
 Re: SILÊNCIOS.

Não é novidade que eu adoro ler-te!
Sempre adorável!
Poema maravilhoso, querida, parabéns!
Um beijinho de luz nesse coração lindo!

*-*