https://www.poetris.com/
Poemas : 

Opostos

 
Parece que somos opostos
Por isso nós nos buscamos
Repare nos nossos rostos
Os desejos que desejamos.

Os sonhos em navios postos
Nos bicos levamos os ramos
Tão distintos nossos gostos
Não o tanto que nos amamos.

Do meu desejo o desenho:
Ave divina envergadura
Que pela abóbada desponta.

Meu dedo para o céu aponta
Ao ver celestial criatura
Que mata a vontade que tenho...




Gyl Ferrys

 
Autor
Gyl
Autor
 
Texto
Data
Leituras
113
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
2
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
IsabelRFonseca
Publicado: 09/05/2018 14:30  Atualizado: 09/05/2018 14:30
Colaborador
Usuário desde: 25/05/2013
Localidade: Algures em Portugal
Mensagens: 2722
 Re: Opostos
Os sonhos em navios postos
Nos bicos levamos os ramos
Tão distintos nossos gostos
Não o tanto que nos amamos.

Um abraço poeta Gyl